Posts Algar Telecom Algar Telecom | 30 de outubro de 2020

Fracasse Rápido: o que a sua empresa ganha com esse conceito

Tempo de leitura: 5 minutos

Já ouviu falar do conceito Fail Fast, em português, Fracasse Rápido? Essa ideia, que vem sendo cada vez mais adotada pelas startups, é um grande diferencial para o sucesso dos empreendedores.

Quem tem uma empresa sabe o quanto tocar um negócio e obter bons resultados pode ser desafiador, não é mesmo?

Por isso, é importante estudar constantemente para adquirir novos conhecimentos. E um dos mais relevantes do momento é o método sobre o qual vamos falar no post de hoje.

Continue lendo para saber mais!

O que quer dizer Fracasse Rápido?

O conceito de Fracasse Rápido foi apresentado pelo empreendedor Eric Ries em Lean Startup (Startup Enxuta), um livro para empreendedores que ficou bastante conhecido no empreendedorismo.

As ideias do livro fizeram tanto sucesso que se tornaram uma nova estratégia de modelo de negócios para startups. Portanto, vale a pena levá-las a sério.

Não falhar é uma das maiores preocupações de quem abre um negócio. Entretanto, na perspectiva do Fail Fast as falhas são mais do que bem-vindas.

Isso porque ao falhar rápido uma empresa gasta menos recursos para encontrar uma solução eficiente ou desenvolver um produto. A proposta é fazer testes constantes para ver o que funciona e o que não funciona.

Embora os erros façam parte do processo, ao se basear no Fracasse Rápido, eles não precisam ser levados adiante. Dessa forma, é possível obter sucesso com mais agilidade.

Um novo modo de encarar o fracasso

Para entender melhor o conceito e posteriormente aplicá-lo no seu negócio, você deve conhecer a conotação que o fracasso tem aqui.

A maioria das pessoas tem noções negativas associadas ao fracasso. Tanto é que a própria aplicação do método fica, em muitos casos, comprometida por levar “fracasso” no nome.

Sendo assim, é importante deixar claro que no Fail Fast o fracasso faz parte da jornada de aprendizado das empresas. Ao longo dessa jornada é que os processos vão sendo adaptados, repensados, reformulados, até atingir a excelência esperada.

Ambiente livre de opressões

Se você deseja aplicar o conceito na sua empresa, saiba que criar um ambiente aberto à melhoria constante é um passo fundamental.

Os profissionais não podem ter medo de errar, achando que merecem ser repreendidos por suas falhas. Pelo contrário, a opressão precisa ser varrida do ambiente da empresa.

É preciso deixar claro para todos que o fracasso faz parte da evolução do negócio e ajuda as equipes a encontrarem oportunidades cada vez melhores de sucesso.

Fracasse Rápido: um meio de ganhar com as tentativas frustradas

A resistência em aceitar os erros cometidos pode trazer consequências piores, sabia? E isso tem nome: falácia dos custos irrecuperáveis.

Depois de investir tempo, dinheiro e tanto esforço em uma ideia, a tendência das pessoas é insistir nela, mesmo que não esteja dando certo. Esse tipo de comportamento está diretamente relacionado com a vergonha de desistir e aceitar o fracasso.

Ao desmistificar o fracasso, o Fail Fast acaba com a falácia. Como já foi dito aqui, as tentativas frustradas servem para o aprendizado, aumentando as chances de sucesso das novas ideias e projetos futuros.

Agilidade para acompanhar as transformações do mercado

O conceito de Fracasse Rápido está ligado com as metodologias ágeis. A partir de ferramentas como Scrum, Kanban e Lean, projetos podem ser executados de forma mais eficiente e ágil.

Para dar conta da velocidade do mercado, os negócios precisam ter agilidade e ser capazes de se adaptar quando for preciso. Portanto, não deixe de adotar os melhores métodos para trazer mais flexibilidade e aumentar a adaptabilidade do seu negócio.

Agora que você sabe disso tudo, compartilhe a perspectiva do Fail Fast com os colaboradores da sua empresa. Assim, impulsionar a inovação e acompanhar as transformações do mercado são coisas que estarão ao seu alcance.

Quer uma ajuda para trazer agilidade para a sua empresa? Leia o conteúdo sobre metodologia ágil e confira as dicas para implementá-la!

Deixe seu comentário