MPE Algar Telecom | 30 de dezembro de 2019

5 dicas para saber se o seu cliente é o ideal para a sua empresa

Tempo de leitura: 5 minutos

Mesmo que você tenha o melhor produto ou serviço disponível no mercado, seus resultados não serão satisfatórios se você não souber quem é o seu cliente ideal. Já parou para pensar nisso?

Se a sua empresa anda tendo dificuldades com as vendas, talvez seja a hora de repensar algumas estratégias. E elas podem estar relacionadas à falta de conhecimento sobre os seus melhores clientes.

Continue lendo para descobrir como encontrar o seu cliente ideal!

Você sabe a diferença entre público-alvo e buyer persona?

Para tratar sobre o cliente ideal, antes de tudo, é importante que você tenha clareza sobre esses dois conceitos:

Público-alvo

O conceito de público-alvo é usado para se referir a um grupo de pessoas determinado, sobretudo, a partir de dados socioeconômicos e demográficos. Ou seja, é bem abrangente, funcionando como um primeiro recorte para definir o cliente ideal da empresa. Por isso, não é suficientemente detalhado para criar ações direcionadas.

Buyer persona

Por outro lado, a buyer persona fornece informações mais precisas sobre o cliente que a empresa busca. Um personagem é criado para mostrar todas as características ideais dessa persona. O objetivo é promover uma aproximação com o cliente, oferecer soluções específicas e atendimento personalizado.

Sendo assim, o perfil da buyer persona inclui as expectativas desse cliente, como o produto da empresa pode ajudá-lo, como a pessoa interage com a marca, quais são os valores dela, como é sua rotina, entre outros detalhes.

Leia também: ATENDIMENTO AO CLIENTE | POR QUE OFERECER UM SERVIÇO DIFERENCIADO

5 dicas para chegar ao cliente ideal

1. Entenda quem são os clientes atuais

Você conhece os seus consumidores atuais? Esse é o primeiro passo para determinar o perfil seu cliente ideal.

Procure entender o comportamento dos clientes com os quais você mais valoriza o relacionamento. Faça um levantamento das preferências deles, o que gostam na sua marca, o retorno financeiro que geram, entre outras coisas. Dessa forma, você pode tentar identificar características comuns e padrões de comportamento.

2. Faça boas pesquisas

Ninguém quer perder tempo e recursos financeiros por ter investido no perfil errado de consumidor, certo? Não adianta tentar adivinhar quem é o seu cliente ideal ou maquiar a realidade. Querer “simplificar” algumas etapas não ajuda em nada nas demais, muito pelo contrário.

Portanto, a pesquisa é o melhor recurso que você tem à disposição. Além de conhecer os consumidores atuais, acompanhe o cotidiano da empresa, pesquise sobre a concorrência, as tendências de mercado e não deixe de conversar com os colaboradores.

3. Levante dados

Nunca se falou tanto sobre a importância dos dados quanto nos últimos anos. Ou seja, quanto mais precisos, mais possibilidades a empresa tem de obter insights valiosos não só sobre os consumidores como também sobre o mercado.

Sendo assim, vale a pena investir na aquisição e na interpretação de dados estratégicos para o negócio. Trata-se de um investimento capaz de fazer uma diferença enorme na identificação do cliente ideal e, ao mesmo tempo, de novas oportunidades.

4. Analise a jornada de compra

Aqui, o seu trabalho deve acontecer em conjunto com a equipe de vendas, atendimento, marketing e logística. Isso porque a integração entre esses setores é fundamental para que você obtenha informações coerentes sobre o processo.

Ao entender a jornada de compra dos consumidores, é possível entender melhor o que faz o cliente finalizar a compra de um produto ou serviço da sua empresa. A jornada geralmente começa a partir dos primeiros contatos dele com as ações do marketing.

5. Crie suas buyer personas

Com todas as informações obtidas por meio das dicas anteriores, você poderá finalmente criar a buyer persona da empresa, ou seja, o perfil de cliente ideal. Embora não exista um número mínimo ou máximo de personas, lembre-se de que a estratégia deve englobar todas elas.

Coloque todas as informações sobre a persona no papel e crie o personagem. Isso significa dar um nome a ela, profissão, idade, o que gosta de fazer, quais são seus hábitos, expectativas de vida, entre outras informações. Chegar até aqui pode ser trabalhoso, mas fundamental para encontrar o cliente ideal.

Sabia que conhecer o cliente influencia bastante a qualidade do atendimento? Veja quais costumam ser os erros mais frequentes nas empresas ao presta esse serviço!

gestão de atendimento

Deixe seu comentário