MGE Algar Telecom | 20 de janeiro de 2020

Conheça as 3 principais vulnerabilidades de segurança encontradas em grandes empresas

Tempo de leitura: 5 minutos

Toda empresa está sujeita a diversos tipos de ataques, quando o assunto é proteção de dados. Para se proteger é preciso, além de conhecer as ameaças, fazer uma análise profunda de sua operação para identificar quais são as vulnerabilidades de segurança.

Somente assim, é possível traçar estratégias e adotar soluções eficazes para garantir a integridade dos dados e a continuidade dos negócios!

Conheça a seguir as principais vulnerabilidades de segurança encontradas nas grandes empresas e saiba o que fazer para eliminá-las!

1. Más práticas de usuário

A maior ameaça à segurança cibernética da sua empresa, sem sombra de dúvidas, são as práticas inadequadas do usuário. Mesmo se você utilizar as mais modernas ferramentas de proteção de dados, você permanecerá vulnerável se seus colaboradores executarem ações não recomendadas.

Por exemplo, é fácil para os funcionários esquecerem de bloquear o computador quando saem da mesa. Esta é uma oportunidade perfeita para pessoas mal-intencionadas acessarem dados sigilosos, sem precisar utilizar um malware ou outros dispositivos.

Além disso, diversos ataques cibernéticos, como phishing e ransomware dependem da “ajuda” do usuário para alcançarem seus objetivos. Existem diversas ações que podem ser tomadas a fim de eliminar práticas inadequadas, dentre as quais destacam-se:

Implementando esses três pontos, você consegue uma conscientização sobre a segurança dos dados na cultura da empresa e ainda toma medidas adequadas para diminuir a exposição aos riscos.

2. Falta de atualizações do sistema

O uso de aplicações desatualizadas permite que cibercriminosos tirem proveito das vulnerabilidades de TI. Os desenvolvedores de software rotineiramente lançam atualizações de segurança e correção de vulnerabilidades identificadas ao longo do tempo.

Por isso, atualizar os softwares da sua empresa é uma das maneiras mais eficazes de melhorar sua segurança cibernética. Estabeleça uma rotina de verificação de todos os computadores e instale todas as atualizações disponíveis.

Aqui, a adoção da computação em nuvem também é uma ótima solução de segurança. Ao adotar uma estratégia de software como serviço (SaaS), você terá a certeza que suas aplicações estão sempre atualizadas e seguras.

3. Seus dispositivos IoT

A Internet das Coisas (IoT) se tornou um ingrediente indispensável para as empresas melhorarem a produtividade, a qualidade dos produtos e serviços e suas estratégias de negócio. O problema é que dispositivos com IoT podem ser invadidos por cibercriminosos para formar redes “escravizadas” de elementos comprometidos para realizar ataques.

Pior ainda, se a equipe de TI não tiver um controle de todos os dispositivos com IoT presentes na rede, isso significa que podem haver vulnerabilidades de segurança das quais ninguém está ciente. Ou seja, esses equipamentos, não controlados, representam uma enorme oportunidade para os invasores – e um grande risco para a companhia.

Para minimizar esse risco, é preciso que seja realizada uma auditoria de segurança que identifique todos os ativos conectados à rede. Dessa forma, esses dispositivos de IoT podem ser adequadamente contabilizados e enquadrados na estratégia de segurança cibernética da empresa. Tais auditorias devem ser realizadas periodicamente para identificar quaisquer novos equipamentos que possam ser adicionados à rede ao longo do tempo.

Vulnerabilidades de segurança: um desafio contínuo

Agora você já conhece as três principais vulnerabilidades de segurança nas grandes empresas e também como gerenciá-las.

No entanto, é importante lembrar que, com a transformação digital e o desenvolvimento de novas soluções, a tendência é que as empresas estejam passando constantemente por mudanças em seus processos. Isso, dentre outras coisas, faz com que novas vulnerabilidades possam surgir.

Por isso, é necessário executar avaliações constantemente, para garantir que nenhuma porta de entrada para cibercriminosos fique aberta.

Como vimos, o comportamento dos usuários é uma das principais vulnerabilidades de segurança. Por isso, sempre que forem incorporadas aplicações relevantes ou implementados novos processos, é de suma importância que todos sejam corretamente treinados a fim de evitar riscos.

Para saber mais sobre esse assunto, leia nosso artigo que trata sobre a importância da conscientização e treinamento para garantir a segurança das informações!

Neurobusiness

Deixe seu comentário