MGE Algar Telecom | 16 de janeiro de 2020

5 boas práticas de gerenciamento de segurança da informação para empresas

Tempo de leitura: 5 minutos

O gerenciamento de segurança da informação se tornou o tema central no plano de continuidade de negócios. Primeiro, porque os dados são, atualmente, um dos principais ativos de uma empresa. Segundo, porque o vazamento de informações pode devastar a imagem de uma organização.

Finalmente, em virtude dos regulamentos, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que podem infligir severas penalidades em caso de vazamento de informações pessoais de clientes.

A esses fatores, soma-se a proliferação de ameaças digitais, como o ransomware, que estão se tornando cada vez mais sofisticados. Dessa forma, mesmos os melhores sistemas de segurança encontram-se em um estado de constante vulnerabilidade.

Portanto, é fundamental adotar boas práticas de gerenciamento de segurança da informação, a fim de reduzir ao máximo os riscos. Confira as principais!

1. Sensibilize os membros da sua organização

Cada membro da sua organização representa um elo na cadeia de segurança da informação. Isso significa que quanto melhor eles estiverem preparados e instruídos, maior será o nível de proteção dos dados da empresa.

Por isso, capacitar os colaboradores para que eles lidem com incidentes de segurança é um fator  primordial. Assim, procure mantê-los bem informados quanto aos riscos aos quais eles estão sujeitos, aos padrões  que devem ser seguidos e aos procedimentos que devem ser adotados perante a um ciberataque.

A realização de treinamentos periódicos pode ser uma importante aliada na proteção dos dados empresariais.

Além disso, é essencial a criação de uma política de segurança, para que todos estejam cientes dos procedimentos recomendados, bem como das penalidades do não cumprimento das regras. Outro ponto igualmente importante é a implementação de uma política de acesso à internet, para evitar que atitudes impróprias de colaboradores coloquem em risco a segurança dos dados.

Leia também: CONHEÇA AS 3 PRINCIPAIS VULNERABILIDADES DE SEGURANÇA ENCONTRADAS EM GRANDES EMPRESAS

2. Limite privilégios

Permissões em arquivos e serviços de rede é um ponto fundamental no gerenciamento da segurança da informação. O CIO e sua equipe devem garantir que cada usuário tenha acesso somente aos dados e recursos necessários para a realização de seu trabalho.

Portanto, uma das melhores práticas nesse contexto consiste em atribuir aos usuários o número mínimo de privilégios necessários para a operação de um serviço de rede específico. Dessa forma, você pode reduzir a superfície de ataque de seus sistemas limitando o acesso e os pontos vulneráveis.

3. Mantenha todos as aplicações e sistemas atualizados

Frequentemente os desenvolvedores de software percebem falhas e vulnerabilidades de segurança após o lançamento de seus produtos. Por isso, são disponibilizadas atualizações para corrigir esses problemas e garantir a segurança da informação.

Dessa forma, é fundamental garantir que todos os sistemas e aplicações estejam sempre atualizados. Nesse sentido, optar por soluções baseadas na nuvem (SaaS) é uma forma de garantir que qualquer atualização necessária será implementada imediatamente, sem a necessidade de mobilizar a equipe de TI.

4. Realize Backup

Toda empresa deve tentar impedir qualquer tipo de incidente de segurança, mas ela deva estar preparada caso algo aconteça. Nenhuma organização está imune de ter que lidar com um incêndio, por exemplo.

Por isso, é necessário criar um plano de continuidade, onde deve constar um plano de recuperação de desastres (Disaster Recovery Plan).

Uma das atividades principais desse plano é a realização de backups. Atualmente, as empresas contam com várias alternativas para executar essa atividade. No entanto, o Cloud Backup tem se mostrado a melhor opção dentre elas, tanto em relação ao custo quanto ao desempenho.

5. Invista em monitoramento

Um dos principais atributos do gerenciamento de segurança é reagir rapidamente a qualquer tipo de incidente. Por isso, o monitoramento constante é essencial.

Uma forma de garantir isso, é a contração de um serviço especializado conhecido como SOC (Security Operations Center ou Centro de Operações de Segurança).  Por meio dele, um terceiro especializado realiza o monitoramento das atividades e elabora estratégias de reação a incidentes que envolvam a segurança de dados em rede.

Agora você já conhece as principais boas práticas de gerenciamento de segurança da informação. Para saber mais sobre esse assunto, confira as 5 tendências de segurança da informação para implementar na sua empresa.

Neurobusiness

Deixe seu comentário