11 curiosidades da série “Casa do Dragão” + onde assistir!

A primeira temporada de House of the Dragon trouxe de volta a magia do universo de Game of Thrones (GOT), mas também trouxe suas próprias surpresas e segredos ao longo os episódios, nos proporcionando muita apreensão, drama e emoção.

Com a segunda temporada chegando, queremos lembrar — ou relembrar — algumas curiosidades sobre a série. Separamos uma lista com algumas das mais interessantes sobre a série que podem surpreender até os fãs mais dedicados. Continue com a gente e confira tudo sobre a série Casa do Dragão!

1. Os atores precisaram aprender uma língua falsa

Assim como em Game of Thrones, os atores de House of the Dragon tiveram que aprender a falar valiriano, uma língua fictícia criada especialmente para o universo de George R.R. Martin. Esse idioma, com sua complexidade e sons únicos, adiciona autenticidade às cenas e ajuda a imergir os espectadores no mundo dos Targaryens.

house of dragon 02

A criação do valiriano foi tão detalhada que inclui gramática e vocabulário extensos, permitindo que os atores pudessem realmente se comunicar de maneira convincente. Todo esse trabalho passou pela mão de vários estudiosos para deixá-lo o mais próximo possível de um idioma de verdade.

Ah, se se o sinal da sua internet está ruim para assistir série, confira algumas dicas da Algar para melhorar o sinal!

2. Alguns personagens parecem mais velhos que nos livros

No livro “Fogo & Sangue”, de George R.R. Martin, muitos personagens são descritos como mais jovens do que aparecem na série. Os produtores decidiram envelhecer alguns deles para adicionar mais maturidade e complexidade às tramas.

Isso inclui personagens como Rhaenyra Targaryen e Alicent Hightower, cujas idades foram ajustadas para permitir uma interpretação mais adulta de seus papéis na história. Essa mudança ajuda a intensificar os conflitos e relacionamentos, tornando as interações mais profundas e impactantes.

house of dragon 03

3. O trono de Casa do Dragão é diferente de Games of Thrones

Provavelmente, quem já assistiu à primeira temporada notou logo de cara! O trono de ferro em House of the Dragon é mais fiel à descrição dos livros de Martin, com muito mais espadas e uma aparência muito mais ameaçadora. Essa versão do trono é um símbolo de poder ainda mais imponente do que o visto em “Game of Thrones”, que é bem menor.

No livro, o trono é descrito como uma estrutura gigante — feita de mil espadas derretidas pelos dragões — e a série tentou capturar essa grandiosidade. A sua aparência mais agressiva e irregular reflete o perigo constante que representa o poder absoluto.

4. São 17 dragões que aparecem ao longo da série

Só na primeira temporada de Casa do Dragão vemos 10 dragões diferentes, cada um com características e personalidades únicas. Isso representa um número muito maior de dragões em comparação com a série de GOT, que mostra apenas 3.

house of dragon 04

Cada dragão tem seu próprio design e comportamento distinto, refletindo a diversidade das criaturas míticas no mundo dos Targaryens. Com tamanhos e escamadas diferentes, podemos nos apaixonar um pouco mais por eles. Desde a poderosa Syrax até o temível Caraxes, os dragões desempenham papéis cruciais na história e nos conflitos que se desenrolam.

5. Os dragões são touros mecânicos!

Para simular a interação dos atores com os dragões, a produção utilizou touros mecânicos durante as gravações. Esses equipamentos, semelhantes aos usados em rodeios, ajudaram os atores a sentir os movimentos e a reagir de maneira mais realista durante as filmagens.

Ah, e para deixar as gravações ainda mais reais, os dispositivos são equipados com tecnologia para replicar os movimentos dos dragões, tornando as cenas de voo e combate ainda mais impressionantes. A combinação de efeitos práticos e CGI resulta em uma experiência visualmente deslumbrante.

Como e por que contratar canais adicionais de filmes e séries na Algar? Vem conferir os motivos!

6. O orçamento da primeira temporada foi o mais caro que em GOT

A produção de House of the Dragon não poupou despesas. O orçamento da primeira temporada foi superior ao de qualquer temporada de GOT, refletindo o compromisso da HBO em entregar uma série de alta qualidade. E conseguiram mesmo, certo?

Com um investimento de cerca de 20 milhões de dólares por episódio, os recursos foram usados para criar cenários elaborados, efeitos especiais de ponta e cenas de batalha épicas. Esse investimento garantiu que cada episódio se transformasse em uma experiência cinematográfica, mantendo os padrões elevados dos fãs.

house of dragon 08

7. George R.R. Martin escolheu o criador da série

George Martin, autor dos livros que inspiraram a série, teve um papel ativo na criação de House of the Dragon. Ele escolheu Ryan Condal como co-criador e showrunner, garantindo que a série permanecesse fiel à sua visão original.

Martin colaborou de perto com Condal e o diretor Miguel Sapochnik para desenvolver o enredo e os personagens. Essa parceria criativa foi fundamental para manter a integridade do material original enquanto adaptava a história para a televisão.

8. A adaga de Viserys é um easter egg de GOT

A adaga que o Rei Viserys carrega em Casa do Dragão é a mesma que aparece em Game of Thrones, usada em várias cenas importantes, incluindo a tentativa de assassinato de Bran Stark. Esse detalhe conecta as duas séries de forma sutil e inteligente.

A adaga, também conhecida como “Adaga de Aço Valiriano”, tem um papel significativo na profecia sobre o Príncipe Prometido, ligando eventos e personagens de ambas as séries e proporcionando um elo intrigante entre as narrativas.

house of dragon 05

9. Os nascimentos na série são sempre catastróficos

Os nascimentos em House of the Dragon são como os casamentos em Game of Thrones: catastróficos! São eventos super dramáticos que acabam em tragédia quando menos esperamos, refletindo a brutalidade e dando mais um toque de realidade para a série.

Essas cenas intensas mostram a fragilidade da vida, mesmo em uma casa tão poderosa quanto a dos Targaryens. Por exemplo, o nascimento de Baelon Targaryen, o filho de Viserys e Aemma, termina em tragédia com a morte do recém-nascimento.

Precisa de banda larga sem telefone fixo? Conheça as opções da Algar!

10. Você não consegue distinguir herói e vilão

Assim como em GOT, a série Casa do Dragão apresenta personagens complexos com motivações ambíguas. Não há heróis ou vilões claros, o que torna a série ainda mais realista e atrativa. A verdade é que eles destacam os personagens como se fosse uma vida real, na qual não há alguém totalmente certo e heroico ou alguém com intenções sempre malignas.

house of dragon 06
 

Personagens como Daemon Targaryen e Rhaenyra Targaryen possuem qualidades tanto admiráveis quanto questionáveis, criando uma narrativa rica em nuances. Com isso, essa complexidade moral desafia os espectadores a questionar suas próprias percepções de certo e errado, tornando cada episódio uma experiência de reflexão e debate.

11. A série conta com acontecimentos baseados em fatos

Algumas das intrigas e eventos de House of the Dragon são inspirados em fatos históricos, como guerras civis e disputas de poder. Isso adiciona uma camada de realismo e profundidade à narrativa.

Martin baseou a “Dança dos Dragões” em eventos como a Guerra das Rosas, trazendo uma autenticidade histórica para os conflitos fictícios. Essa mistura de fantasia e história real cria uma série que é tanto educativa quanto emocionante, oferecendo percepções sobre a natureza humana e a política.

Quando lança a segunda temporada de House of the Dragon?

A segunda temporada da Casa do Dragão estreia em 16 de junho 2024. Os fãs estão ansiosos para ver o que está por vir, especialmente após o final emocionante da primeira temporada. A nova temporada promete expandir ainda mais o universo dos Targaryens, com novas intrigas, batalhas e revelações.

Os produtores prometeram que a próxima temporada será ainda mais grandiosa e cheia de surpresas, mantendo o público cativado e ansioso por mais — e não esperamos menos que isso!

house of dragon 07
 

Onde assistir à Casa da Dragão?

Se você está se perguntando onde assistir Casa do Dragão, a resposta é simples: a série está disponível no streaming MAX! E você pode contratá-lo em seu plano Algar. Com sua assinatura, você pode assistir a todos os episódios para acompanhar cada detalhe desta saga.

Você pode contratar a Algar Telecom de maneira simples e rápida pelo site. DICA EXTRA: É possível assinar o plano MAX individualmente, sem necessidade de adquirir outros produtos.

Além disso, a plataforma oferece uma variedade de conteúdos, como a primeira temporada completa da série, Game of Thrones e muito mais! Não perca tempo e confira House of the Dragon na MAX para ficar por dentro de todas as curiosidades sobre dragões e os segredos da casa Targaryen.

Gostou do conteúdo e quer conferir ainda mais sobre outros temas? Navegue pelo blog da Algar e fique por dentro. Até a próxima leitura!

Avalie este post

Deixe um comentário