Gestão Algar Telecom | 1 de dezembro de 2020

Frota de carros: passo a passo para gerenciar a sua!

Tempo de leitura: 5 minutos

Muitas empresas possuem uma frota de carros usados para prestação de serviço, transporte, entrega e coleta de materiais, entre outras funções. Mas, não basta ter os veículos, é preciso gerenciá-los do jeito certo.

Do contrário, a empresa acaba tendo dor de cabeça e perdendo dinheiro por pecar na gestão.

Mas como fazer isso? É o que vamos te contar a seguir!

Continue lendo para entender o que significa fazer o gerenciamento da frota de carros e como colocar os processos em prática.

Como funciona a gestão de frota de carros?

Para que a frota de carro das empresas entregue eficiência e gere menos custo, é fundamental contar com processos de gestão.

Isso significa fazer o controle dos veículos, o que inclui: dados de manutenção, quilometragem, consumo de combustível, rotas seguidas, etc.

É importante dizer que a gestão de frota de carros não beneficia apenas as empresas grandes, mas as pequenas também. Afinal, trata-se de contar com informações certas para administrar os veículos da melhor forma possível.

Ao investir na gestão de frota, a sua empresa consegue, por exemplo:

  • economizar dinheiro;
  • resolver problemas com agilidade;
  • tomar decisões mais assertivas;
  • e aproveitar todo o potencial da frota.

8 dicas para gerenciar a frota de carros com eficiência

1. Faça um levantamento

O objetivo do levantamento é fazer um diagnóstico completo dos veículos da empresa. Portanto, além de listar todos os carros, você deve detalhar o estado de cada um.

É importante registrar a distância que eles percorrem mensalmente, se precisam de conserto, quanto consomem de combustível, quem são os motoristas.

A partir dessas informações, você consegue ter uma visão mais precisa da situação da frota de carros.

2. Reúna os gastos mensais em planilhas

Outro ponto essencial é organizar todos os gastos em planilhas. Entre eles devem estar os custos de manutenção e com combustível.

Junto às notas de abastecimento, registre a quilometragem rodada por cada veículo. Com isso, fica mais fácil calcular uma média de consumo por quilômetro.

Ao fazer o registro dos custos de manutenção, é possível descobrir quanto cada carro gera de gastos para a empresa por mês.

3. Faça uma previsão de despesas

O próximo passo é fazer a previsão de despesas, que inclui tanto as regulares quanto as eventuais. A planilha de gastos vai ser a sua referência aqui. 

Prevendo a quantia que deve ser gasta por mês, você facilita a organização do caixa da empresa.

4. Crie uma política de gestão

A política nada mais é do que estabelecer os processos e metas para a gestão da frota de carros. Ela serve para deixar todos os envolvidos na mesma página.

Parte dela é o estabelecimento de metas e das ações necessárias para a empresa chegar onde deseja.

Além disso, devem estar descritos na política os serviços prestados, as regras que os colaboradores devem cumprir e os direitos dos clientes.

5. Use a manutenção como forma de prevenção

Tente não encarar a manutenção como um gasto. Embora custe dinheiro, ajuda a evitar outras despesas futuras. Isso porque os reparos podem sair mais caros, sem contar o risco de acidentes envolvendo os motoristas e terceiros.

Mas a manutenção também exige organização, já que a empresa precisa ter carros disponíveis para atender às demandas logísticas. Ou seja, não dá para mandar vários veículos de uma vez para a revisão.

6. Ofereça treinamento aos motoristas

Um investimento que traz retornos consideráveis é o treinamento dos motoristas. Afinal, a empresa precisa assegurar que eles são capazes de dirigir de forma segura.

Por isso, os treinamentos devem ser frequentes e tratar sobre diversos assuntos que impactam o modo de eles conduzirem. Junto à manutenção, é melhor jeito de evitar acidentes e prejuízos.

7. Controle a frota de carros

Controlar os veículos é outra dica que não poderia ficar de fora da lista. Trata-se de acompanhar a rota percorrida pelos veículos para otimizar os serviços e fazer ajustes de última hora.

Ao entender as rotas mais usadas, você consegue, por exemplo, evitar que os motoristas passem por lugares mais arriscados ou buscar trajetos mais rápidos.

8. Conte com a ajuda da tecnologia

Para que você consiga fazer tudo isso, vale a pena contar com a tecnologia. E hoje existem soluções incríveis disponíveis no mercado.

Mais do que apenas controlar a frota da sua empresa, saiba que é possível manter seus veículos conectados 24 horas por dia graças a serviços de internet das coisas (IoT).

Graças a eles, você pode ter acesso a relatórios em tempo real sobre a saúde do carro, identificar o perfil dos motoristas e até planejar as próximas manutenções.

Quer saber mais sobre assunto? Então leia o artigo sobre como a tecnologia para carros pode facilitar o gerenciamento da sua frota!

Deixe seu comentário