Internet Algar Telecom | 7 de setembro de 2021

Uso da internet: Brasil é o terceiro país que mais usa internet no mundo

Tempo de leitura: 5 minutos

Uma pesquisa divulgada pela Ericsson revelou que o uso da internet no Brasil tem sido de quatro horas a mais por dia durante a quarentena.

A marca supera o aumento detectado no consumo global que apresentou uma média de duas horas e meia. Ou seja, uma diferença diária de uma hora e meia.

Realizado em onze países, o estudo teve como objetivo verificar o comportamento dos consumidores de internet durante a pandemia de Covid-19.

A pesquisa também mostrou que o Brasil ficou abaixo da média mundial na utilização de internet móvel. Foi registrado um aumento de 30 minutos diários de navegação 4G, contra uma hora no total calculado junto às outras nações participantes.

Porém, o país continua à frente no tempo investido na web quando ambas as formas de conexão são consideradas. Isso porque 92% dos brasileiros declararam passar mais tempo na rede de maneira geral, desde o início da pandemia. Globalmente, este número ficou em 87%.

Motivos do aumento do uso da internet no Brasil

Algumas outras informações trazidas pelo estudo divulgado pela Ericsson ajudam a explicar o crescimento no uso da internet no Brasil.

As medidas de isolamento social fizeram com que 84% das pessoas no país reportassem mudanças significativas em suas vidas. O mesmo feedback foi obtido em 74% do consolidado global.

Neste contexto, 26% dos brasileiros também revelaram ter adotado novas práticas na web durante o período de quarentena. Entre elas estão:

  • Aumento no consumo de vídeos (72%);
  • Realização de chamadas de vídeo (61%);
  • Procura por games (42%);
  • Acesso a webcasts (32%).

Também foi identificado um crescimento de 5.069% no tempo utilizado em plataformas de videoconferências, como Zoom, Teams e Hangouts.

Já em ferramentas educacionais, o salto foi de 340%. Em soluções de saúde, houve alta de 171% e, em serviços de delivery, de 51%.

Benefícios do uso da internet

A internet abriu um leque de possibilidades para que pessoas de todo o mundo ganhassem novos conhecimentos, consumissem produtos e serviços com maior facilidade. Além de que pudessem trabalhar e se comunicar com pessoas de qualquer lugar.

São inúmeras oportunidades disponíveis e uma manifestação de inovação e criatividade ao alcance de poucos cliques com o uso da internet.

O acesso à rede mundial de computadores influenciou quase todos os aspectos da vida humana.

No Brasil, esse impacto não poderia ser diferente. De acordo com dados do Ministério das Comunicações, o país ocupa a 3ª posição mundial no uso diário de internet, com 78,3% da população online.

Toda essa conectividade dos brasileiros ganhou ainda mais força por conta da pandemia de Covid-19 e as exigências pelo distanciamento social.

As pessoas passaram a ficar mais conectadas, e o modelo de trabalho home office, por exemplo, cresceu 55%. Estes dados são de uma pesquisa da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP) em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA).

Isso sem falar do crescimento de 75% registrado pelo e-commerce brasileiro durante 2020, em comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo levantamento realizado pela Mastercard SpendingPulse.

Panorama Brasileiro

Atualmente, por conta do aumento do uso da internet, o Brasil conta com mais de 4.500 municípios conectados por fibras ópticas às redes nacionais.

Além disso, desde fevereiro, o país adotou recomendação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento (OCDE) sobre Conectividade de Banda Larga. Essa tem como objetivo ampliar a conectividade e melhorar a qualidade das redes de banda larga em território nacional.

Os indicativos sobre o programa estão estruturados em cinco pilares:

  • O estímulo à competição, o investimento e a inovação no desenvolvimento da banda larga;
  • Ações para eliminar desigualdades digitais e minimizar barreiras à implantação de banda larga;
  • Iniciativas para garantir redes confiáveis, seguras e de alta capacidade;
  • Diminuir os impactos ambientais negativos das redes de comunicação;
  • Avaliar regularmente os mercados.

Além disso, o país possui outros projetos que viabilizam o acesso à internet, como é o caso do “Wi-Fi Brasil”, em que disponibiliza pontos de acesso públicos em locais, como praças, estações de metrô e centros comunitários.

E também tem usado o satélite brasileiro para conectar escolas rurais e demais localidades mais afastadas dos grandes centros.

A expectativa para os próximos anos é que a conectividade cresça ainda mais graças à chegada do 5G. O seu edital foi aprovado recentemente pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e está em análise pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A previsão é de que o leilão das faixas de radiofrequências do 5G ocorra ainda em 2021. Uma vez definido e realizado, o sinal deve começar a ser ativado em poucos meses.

Você e sua empresa também tem navegado por mais tempo na web? Se a resposta é sim, talvez seja hora de investir em aprimoramentos em sua conectividade.

Para isso, temos soluções de internet corporativa que se encaixam perfeitamente às necessidades de companhias que precisam de conexão garantida, simétrica e com alta disponibilidade. Afinal, conectividade é que o nos une!

Deixe seu comentário