Gestão Algar Telecom | 23 de abril de 2020

PLR e PPR: as diferenças e características de cada modelo

Tempo de leitura: 5 minutos

O questionamento sobre como é possível motivar as equipes de trabalho é algo frequente no mundo corporativo. Muitos estudos já foram feitos a fim de elucidar essa dúvida, mas poucos se mostraram tão eficientes quanto as práticas de PLR e PPR.

A verdade é que, independentemente de idade, experiência ou nível hierárquico, todo profissional deseja ter o seu esforço reconhecido no final de cada ciclo. E compartilhar os “louros da vitória” parece ser uma ótima forma de demonstrar esse reconhecimento por parte da empresa.

Quer saber mais sobre PLR e PPR? Então, continue lendo para entender os conceitos, as diferenças e as vantagens dessas estratégias cada vez mais utilizadas no mercado nacional. Boa leitura!

O que é PLR e PPR?

Embora ambas as práticas só tenham sido regularizadas no ano 2000 com a Lei nº 10.101, a verdade é que já na década de 40 alguns empresários tentavam trabalhar com PLR e PPR.

PPR significa Programa de Participação nos Resultados e indica o envolvimento de todos os profissionais da empresa nas premiações obtidas por alcance de metas e objetivos preestabelecidos.

Já a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) indica que a divisão coletiva só acontece quando a empresa atinge os lucros esperados no planejamento inicial. Ou seja, o montante a ser compartilhado é uma parte do lucro alcançado.

Leia também: 8 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE REMUNERAÇÃO PLR

Quais as diferenças e as similaridades entre PLR e PPR?

Embora não seja tão claro à primeira vista, o PPR não tem a ver com os lucros da empresa. O pré-requisito desse modelo é a conquista de metas previstas no planejamento inicial.

Quando a meta é justamente o aumento dos lucros, temos a Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Essa é a principal diferença entre PPR e PLR.

Em relação às semelhanças, segundo a legislação, nenhuma das duas estratégias tem a obrigatoriedade de ser implementada pelas empresas.

Porém, ao adotá-las, as organizações devem incluir todos os funcionários formais, independentemente da hierarquia e do tipo de serviço que cada um desenvolve no dia a dia.

Quais as vantagens das estratégias PPR e PLR?

Certamente a principal vantagem dessas estratégias é o aumento de motivação dos funcionários. Ao se sentirem recompensados com a divisão dos ganhos obtidos, os profissionais tendem a se mostrar mais engajados com os objetivos da empresa.

Além disso, estratégias de participação coletiva, como é o caso do PPR e da PLR, podem trazer outros benefícios, como:

  • equipes mais comprometidas com os clientes da empresa;
  • busca por melhorias contínuas para o processo produtivo;
  • ambiente de trabalho mais saudável;
  • redução de desperdícios e falhas.

Como visto, tanto o PPR quanto a PLR são ótimas formas de valorização dos funcionários. E muito mais que oferecer prêmios e bonificações financeiras, essas estratégias reforçam a importância do trabalho coletivo e da contribuição de todos para o alcance das metas.

Mas vale lembrar que, para que isso seja possível, é essencial investir em ferramentas e soluções que possibilitem o desenvolvimento de rotinas mais produtivas pelos colaboradores.

Agora que você já sabe as características das estratégias PPR e PLR e as vantagens de implementá-las em seu negócio, veja também por que cada vez mais empresas estão adotando sistemas de gestão!

gestão financeira

Deixe seu comentário