Consultor Especializado mais perto da sua empresa> Sou de Média e Grande Empresa Sou de Micro e Pequena Empresa

Para melhorar sua experiência, selecione um perfil de conteúdo:

04/out
Cristina Cruz
5 posturas que afetam a reputação da empresa e como evitá-las!

A reputação da empresa, hoje em dia, está constantemente à prova. Afinal de contas, por meio da transformação digital os consumidores ficaram mais próximos das empresas.

E isso acontece nos seus diversos canais de comunicação ou a partir da repercussão de uma atitude, comportamento ou pensamento. No passado, se as notícias voavam, atualmente, elas transitam na velocidade das conexões on-line que as pessoas têm contratadas.

Por isso, neste post vamos avaliar quais são as 5 posturas que afetam a reputação da empresa. E, claro, como evitá-las, para agregar sempre mais valor à percepção de marca que a sua equipe gera no mercado. Boa leitura!

As 5 posturas que afetam a reputação da empresa e como evitá-las!

A relação com o público é o termômetro do alcance de sua presença digital — favorável ou não — e dos rumos que você pretende dar ao seu negócio.

E isso consiste em boas práticas a serem seguidas. Só que, na velocidade alucinante das transformações, que acontecem atualmente, tais questões devem ser vistas e revistas continuamente. E, a seguir, vamos perceber quais delas não saem bem na preferência do público:

1. Empresas que se mostram ocupadas demais

São as chamadas empresas reativas, que buscam responder ao mercado e não antecipam um cuidado no relacionamento com o cliente ou visam se diferenciar da concorrência.

O resultado imediato disso é uma estagnação crônica, que prejudica a reputação da empresa. Isso piora ainda mais quando a gestão é resistente às mudanças.

Vale perceber que o mercado mudou de maneira significativa. Planejar as mesmas estratégias coincide com um movimento ineficiente, como pedalar sem que a corrente da bicicleta esteja devidamente fixada.

2. Empresas que vivem do passado

A reputação da empresa é composta por aquilo que ela fez, mas é mantida por aquilo que ela faz. Complementando o raciocínio do tópico anterior, ao fazer sempre as mesmas coisas, como esperar um resultado diferente?

E isso acontece, muitas vezes, por uma arrogância consolidada. As empresas acham que vão manter suas posições eternamente, quando o mercado inteiro está em metamorfose. É inegável o quanto isso afeta a reputação da empresa com o tempo.

3. Falta de cuidado com quem realmente importa

Quando uma organização se dá por satisfeita com aquilo que tem, pode estar negligenciando o seu ativo mais valioso: os consumidores.

Isso porque a inovação tem que ser uma constante no desenvolvimento da empresa. As necessidades do público inclusive mudaram ao longo do tempo.

Portanto, a reputação da empresa pode estar em declínio se ela se contenta com os mesmos resultados dos últimos anos. O consumidor está mais exigente, ele pesquisa mais e ele deseja se relacionar mais com as marcas que consome, sejam produtos ou serviços.

4. Promessas não cumpridas

Por sua vez, a reputação da empresa pode sofrer um grande baque ao ouvir o consumidor, ou seja, fazer promessas e não cumpri-las.

Essa relação é tênue e funciona da mesma maneira que acontece com qualquer outro tipo de relação. Ela é pautada pela confiança e, quanto mais um dos lados não cumprir com a sua parte, mais frágil vai se tornar o relacionamento entre a marca e o seu público-alvo.

5. Falta de atenção para onde está o seu público

Por fim, um cuidado todo especial para onde está sendo direcionada a tecnologia. A comunicação unificada é uma necessidade que as empresas devem implementar, atualmente, porque facilita a identificação com o público e o relacionamento com ele.

Além disso, possibilita a geração de insights a partir das interações com o consumidor. E muitas delas acontecem no seu site, no blog e nas redes sociais. Canais que devem reforçar o cuidado, a atenção e o tom de voz para abordar e interagir com a sua audiência. Neles, você consegue promover a reputação da empresa, atendendo a solicitações, dúvidas, elogios e até mesmo reclamações. Assim, você mostra toda a disposição e capacidade que a sua equipe tem para solucionar qualquer problema que o consumidor possa ter.

A manutenção da reputação da empresa começa internamente

E então, deu para ter uma boa perspectiva do que você deve evitar e também do que fazer para que a reputação da empresa permaneça em ascendência?

Agora, que tal reforçar tais valores com um pouco mais de conhecimento no assunto? Para isso, confira também o nosso artigo sobre os 8 componentes de uma excelente cultura corporativa!

Deixe seu comentário