Finanças Algar Telecom | 26 de fevereiro de 2020

4 dicas de controle financeiro para quitar dívidas em 2020

Tempo de leitura: 5 minutos

Todo início de ano também marca o começo de um novo ciclo para as empresas. Para aquelas que fecharam o período no lucro, é a chance de manter esses bons resultados e melhorá-los cada vez mais. Mas para aquelas que acabaram em situação negativa, é a oportunidade de revisar o controle financeiro para reverter essa situação.

O fato é que uma boa saúde financeira é imprescindível para qualquer negócio. Sem esse equilíbrio, dificilmente uma marca se mantém ativa no mercado. E a cada virada de ano, o gestor pode criar e colocar em prática estratégias e ações visando melhores resultados.

Então para ajudar a tornar 2020 um ano de bons números para o seu negócio, preparamos 4 dicas para um controle financeiro de sucesso. Continue lendo e confira!

1. Entenda, de fato, os termos e conceitos financeiros

Pode até parecer simples, mas muitos empresários acabam entrando em dificuldades financeiras apenas por não dominarem os conceitos reais de alguns termos da área.

Em razão de algumas palavras serem comuns, esses empreendedores acreditam que dominam por completo seus significados e que conseguem entender facilmente a maneira que elas funcionam na prática. Mas é aí que mora o perigo.

Lucro, faturamento e receita são bons exemplos desse tipo de atuação. Ao confundir essas três palavrinhas, você corre um sério risco de perder o equilíbrio das contas.

Por isso, vale a pena iniciar o ano estudando e se familiarizando com esses termos. Não é necessário se tornar nenhum especialista, mas um bom conhecimento é crucial na hora de tomar decisões importantes.

Leia também: 7 FILMES IMPERDÍVEIS SOBRE O MERCADO FINANCEIRO

2. Trabalhe com o pró-labore

Outro erro que ainda acontece muito em pequenas e médias empresas é o uso indiscriminado da receita por parte dos sócios e gerentes. Um pecado que pode levar o negócio para uma situação irreversível.

É claro que os investidores devem ser pagos, mas isso precisa ser feito de maneira correta e organizada. Para isso, existe o pró-labore: a remuneração aos sócios da empresa.

Além de evitar que as finanças pessoais da gerência se misturem com as finanças do negócio, o pró-labore traz maior profissionalização para todos. Com tudo separado e bem controlado, não há risco de comprometimento dos resultados do empreendimento.

3. Implemente soluções tecnológicas para o controle financeiro

Na mesma proporção que o controle financeiro é algo vital, ele também é complexo. Basta uma falta de atenção, um equívoco ou uma decisão errada para que a empresa sofra perda de capital ou outras consequências mais graves.

A boa notícia é que, hoje, não é preciso fazer esse controle financeiro de forma manual. Existem no mercado soluções tecnológicas que facilitam bastante esse trabalho. Softwares e plataformas online capazes de automatizar os mais diversos processos, como:

  • emissão de notas fiscais e boletos;
  • controle do fluxo de caixa;
  • pagamentos de faturas;
  • análise de dados.

4. Elimine as dívidas da empresa

Seguindo as dicas anteriores e mantendo a disciplina financeira, a tendência é que a sua empresa comece a obter lucros em médio prazo. É nesse momento que você deve se manter focado no projeto de saúde financeira e quitar as dívidas.

Neste ponto, é provável que a sua empresa tenha negociado as dívidas e conseguido alguns prazos. Porém, o melhor caminho é não estender a situação. Aproveite os bons resultados conseguidos com a mudança de mentalidade e zere o máximo de despesas.

Assim, os próximos meses tendem a ser de mais tranquilidade e com maiores chances de sucesso a cada novo passo.

Enfim, um bom controle financeiro se faz diariamente e com a participação de todos. A gerência precisa fazer a sua parte, evitando excessos e tomando as melhores decisões, e os colaboradores devem se mostrar engajados com o objetivo. Além disso, é fundamental investir em uma solução tecnológica, isso mantém o controle financeiro otimizado e evita retrabalhos com processos ultrapassados. Garanta a alta competitividade da sua empresa.

Não deixe de conferir o nosso Guia Rápido de Crédito para o MEI.

gestão financeira

Deixe seu comentário