XaaS: o que é e como impacta o futuro de seu negócio | Plataforma Conexão
Consultor Especializado mais perto da sua empresa> Sou de Média e Grande Empresa Sou de Micro e Pequena Empresa

Para melhorar sua experiência, selecione um perfil de conteúdo:

08/dez
Cristina Cruz
XaaS: o que é e como impacta o futuro de seu negócio

Nunca a internet ofereceu tantas ferramentas positivas para o mundo dos negócios. Armazenar dados, desenvolver aplicativos, executar sistemas são só algumas tarefas que podem ser executadas diretamente pela rede. Esta nova realidade digital é essencial para quem quer se manter no topo do mercado.

O modelo XaaS deriva da sigla em inglês Evertything-as-a-Service, que significa em português Tudo como Serviço. O termo faz referência ao novo estágio da revolução digital que oferece um universo ilimitado de possibilidades e soluções fornecidas pela computação em nuvem (Cloud Computing).

A nuvem, em uma linguagem simples, é todo o ambiente dentro da internet onde reside a gama de informações presentes na rede. Em vez de um instrumento físico (hardware) para reunir o conjunto de dados e programas, a rede passa a ser um espaço virtual para ofertar esses serviços.

O conceito revolucionou a forma como as médias e grandes empresas consomem tecnologia, pois reduziu drasticamente os esforços e custos diários na manutenção e no gerenciamento de informações e softwares. Esta solução terceirizada de parte do departamento de TI é uma solução cada dia mais popular entre organizações, pois apresenta uma série de vantagens.

O primeiro ponto positivo é o espaço ilimitado oferecido pela rede, o que elimina preocupações de investimentos em maquinários à medida que o volume de dados produzidos aumenta. Sua outra característica é a capacidade de fornecer, em tempo real, acesso remoto do dia a dia da empresa. Basta um simples dispositivo conectado à internet para acessar tudo que for referente à produção de um negócio.

XaaS é a evolução máxima da utilização em nuvem, na qual a rede tem intermináveis recursos que vão muito além da simples entrega de memória online. Ela também oferece a possibilidade de reunir, programar e utilizar softwares com muito mais eficiência, integração e agilidade. Ou seja, tudo que antes precisava constar nos arquivos do computador pode ter seu uso potencializado pela rede.

Na prática, a nuvem oferece às empresas uma série de soluções e novas possibilidades, como servidores otimizados, sistemas de comunicação unificados, aplicativos e softwares das mais diversas finalidades, backup inteligente, desktop virtual e várias outras ferramentas. É ter um gigantesco arsenal de possibilidades computacionais sem a necessidade de adquiri-los fisicamente.

Computação sob demanda

Cloud também é conhecida como “computação sob demanda”, pois tudo pode ser flexível em sua adoção, respeitando às necessidades de cada usuário, por meio de pagamento de assinaturas periódicas frente a empresas prestadoras desse tipo de serviço.  A tendência é seu uso impactar cada vez mais a rotina das organizações, potencializando os serviços em uma grande rede de comunicação mútua entre os públicos interno e externo.

A nuvem pode ser pública, privada e híbrida. A pública é uma boa opção para pequenas e médias empresas, mas seus recursos muitas vezes são insuficientes para a realidade de organizações de médio e grande porte. Nesse caso, um serviço privado é mais indicado, pois é capaz de trabalhar com um grande volume de demandas, além de apresentar muito mais agilidade. Híbrida é a opção que mescla características das duas opções anteriores, o que também pode ser uma boa opção a depender do setor de atuação.

Com a popularização da tecnologia, novos provedores se instalam no mercado a cada dia, com diferentes propostas, preços, estruturas e realidades. Isso exige um cuidado extremo e uma análise criteriosa na hora de escolher quem será o parceiro de cloud contratado. Afinal, aquele provedor será o responsável por armazenar todos os pontos essenciais para o funcionamento da organização.

São inúmeras ofertas de XaaS existentes. Para fazer uma boa escolha, é preciso estar atento a todo cenário oferecido pela empresa especializada, entendendo o que está sendo oferecido e quais seus desempenhos reais. Aspectos como suporte técnico adequado, segurança no armazenamento de dados e capacidade de cumprir deveres legais devem fazer parte da negociação.

Para evitar frustrações no serviço e até rescisões de contratos, o ideal é se relacionar com um prestador de serviço reconhecido por sua atuação, dotado de infraestrutura e segurança comprovadas. Quem procura ferramentas sob medida, autonomia na configuração do sistema operacional e custo acessível pode contar com o Cloud da Algar Telecom, uma opção desenvolvida para oferecer soluções corporativas.

Tão importante quanto o parceiro correto, é estar atento aos vários recursos e elementos disponíveis dentro do conceito XaaS. Vamos a eles:

NaaS – Rede como Serviço

NaaS é derivado do termo Network as a Service, com tradução literal de Rede como Serviço. Pode ser definido como um modelo que interliga os serviços em nuvem, por meio do acesso direto à rede. Trata-se de uma ferramenta relativamente simples, apenas com a necessidade de um computador com conexão à internet e acesso ao portal do provedor de NaaS para funcionar.

Sua adoção reduz custos de aquisição de hardware e de contratação e capacitação de profissionais especializados. Além disso, permite definir configurações avançadas de rede, como personalizar o roteamento (comunicação entre os dispositivos em redes distintas). Traz, ainda, a possibilidade de implantação simplificada de protocolos multicast (entrega de informações a múltiplos destinatários de uma só vez).  

IaaS – Infraestrutura como serviço

Ao adotar uma IaaS (Infraestrutura como serviço), um gestor está alugando um datacenter à distância para armazenar seus dados. Essa opção fornece um monitoramento, acesso e gerenciamento remoto de informações, sem a necessidade de investimento em aparelhos.

O provedor gerencia apenas a estrutura. Cabe, então, à própria empresa que contrata o serviço a administração dos aplicativos, dados e sistemas operacionais. Na prática, sua adoção elimina despesas, aumenta a segurança no armazenamento, dá mais estabilidade no fluxo de informações e aumenta o acesso a tudo que é produzido pela corporação.

PaaS – Plataforma como Serviço

PaaS (Plataforma como Serviço) permite ao gestor desenvolver, programar, gerenciar e testar aplicativos essenciais para o funcionamento de seu negócio diretamente na nuvem. Sua adoção tem a capacidade de agilizar a criação desses programas, pois reduz a complexidade do processo. Várias pessoas ao mesmo tempo podem trabalhar na mesma ideia, em um gerenciamento unificado no desenvolvimento das aplicações.

SaaS – Software como Serviço

Empresas que fazem uso de SaaS (Softwares como Serviço) utilizam programas diretamente na rede, sem a necessidade de baixá-los. Em vez de ter que adquirir a licença para usar determinado software, há a contratação do serviço, com pagamento conforme o uso. Além de reduzir custos, sua adoção facilita a manutenção e gerenciamento das aplicações.

Seu uso tem inovado a produção nas médias e grandes empresas. O Office 365, por exemplo, reúne todos os já consagrados programas, como Word e Excel, para o ambiente em nuvem, em um espaço colaborativo de conteúdo, no qual departamentos e colaboradores se comunicam à distância.  

Hoje, tudo pode ser feito por meio da internet e sua nuvem, com a vantagem de interligar processos, pessoas e negócios. Com este artigo, ficou mais claro saber tudo que a internet pode oferecer de ganhos ao seu negócio, não é mesmo? E a sua empresa, já abriu os olhos para todas as possibilidades oferecidas pelo modelo XaaS? Conte para nós um pouco da realidade de seu negócio nos comentários!

Receba informações e dicas exclusivas em TI e Telecom, assine nossa Newsletter:

Deixe seu comentário