O que é SIEM, como funciona e quais as suas principais funcionalidades?

Entenda O que é uma ferramenta de SIEM, como funciona e suas funcionalidades.

Diante das ameaças virtuais cada vez mais complexas e avançadas, é preciso reforçar o controle e a capacidade de monitoramento das empresas. O SIEM (Security Information and Event Management) faz parte dessas discussões. 

Nesse sentido, se destaca a coleta e análise dos logs, documentos que geram visibilidade e transparência sobre eventos envolvendo a rede e os sistemas.

O controle manual desses logs apresenta a limitação clara de ser algo feito por humanos, o que requer um esforço maior, com menor precisão e menor potencial para escalar. 

Por isso, muito se fala sobre o SIEM, uma solução que busca automatizar o controle desses logs.

Aliás, SIEM é muito mais do que isso e representa benefícios amplos para a segurança das empresas durante 24/7. Veremos com mais detalhes a seguir. 

Entenda como a solução SIEM da Algar Telecom vai ajudar a reforçar a cibersegurança em sua empresa!

Leia também:

O que é o SIEM (Security Information and Event Management)?

SIEM é uma ferramenta de monitoramento e controle de eventos para reforçar a segurança. É uma solução que analisa registros e log de eventos e que permite um controle automatizado de tudo o que acontece na infraestrutura virtual de uma empresa.

Viabiliza, assim, gerar alertas e relatórios sobre quaisquer situações de perigo, de modo a facilitar o planejamento de ações de contingência. 

Além disso, permite adicionar contexto a análises sobre os eventos, o que facilita a compreensão de como aconteceu e a correlação com outros eventos.

Em termos práticos, uma solução de Security Information and Event Management gera alertas automatizados sempre que uma situação incomum ou de risco ocorre. 

Da mesma forma, gera possíveis ações a serem tomadas para prevenir o aumento das ameaças. 

Além disso, o sistema também apresenta um dashboard para análise em tempo real de informações sobre a rede, sobre os ciberataques e outros dados relevantes. 

A capacidade de coleta de registros também se destaca: o SIEM busca dados de inúmeras fontes e os integra.

Já a correlação de eventos fornece ainda mais inteligência, uma capacidade de compreensão maior do que simplesmente analisar e alertar sobre os ataques. Assim, a empresa identifica de fato a causa dos problemas e consegue fechar brechas.

A gestão dos eventos inclui análise de comportamento de agentes em uma rede, análise de e-mails, filtros de tráfego de rede e muito mais. É uma solução que trabalha em cooperação e conformidade com outras ferramentas de combate a ataques também. 

Qual é a importância do SIEM para as empresas?

Os ataques virtuais estão escalando muito rápido e com grande potencial de risco hoje em dia. Diante disso, é normal que as empresas busquem formas de reforçar sua proteção, para além das ações tidas como obrigatórias.

A grande questão é o monitoramento. Ter a capacidade de acompanhar a infraestrutura durante 24/7 é essencial para poder agir em tempo hábil. Assim, se conseguem melhores resultados.

Redução de custosQual é a importância do SIEM para as empresas?

Um dos pontos mais importantes é a redução de custos. O SIEM permite ter uma visão proativa e consistente que salva a empresa de ter descontrole de custos com recuperação de desastres. 

Afinal, o poder de ação rápido e ancorado em uma série de dados aumenta o retorno sobre as ações e diminui os gastos.

Ou seja, com menos crimes virtuais sendo concretizados (pois os alertas ajudam na hora certa), a empresa terá menos multas e indenizações para pagar. Em outras palavras, terá que arcar menos com imprevistos financeiros. 

Melhor reputação

Outra questão a se ponderar é a reputação. Uma companhia que reforça suas barreiras contra ameaças digitais melhora a sua credibilidade. Ou seja, se destaca diante das concorrentes, com uma imagem de empresa segura, moderna e ética.

O SIEM é uma boa maneira de conquistar clientes, gerar uma satisfação maior e garantir que eles mesmo recomendem a empresa. A organização se destaca e consegue o suporte para crescer e escalar as operações com facilidade.

Auditoria e visibilidade

Outro pilar do sistema de monitoramento de eventos e segurança é a visibilidade. Isso é perceptível com as auditorias realizadas para analisar os eventos e assegurar que a proteção seja um fundamento inegociável na organização.

Conformidade com as leis

Se a gente pensar na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), é importante destacar que o sistema de monitoramento de eventos também é crucial para ajudar a alcançar os pilares da lei. 

Ou seja, para garantir a visibilidade, a conciliação com a vontade do cliente, o controle de ciclo de vida dos dados, etc.

Aliás, podemos expandir esse tópico para outras normas também. O importante é que o SIEM garante a visibilidade e capacidade de monitoramento inteligente, com os alertas que cooperam com as ações eficientes. 

Então, é viável se manter em adequação às legislações e evitar problemas com a fiscalização. 

Menos erros

Quando um evento incomum acontece, um erro pode ser fatal. O tamanho do impacto aumenta muito nesse momento de tensão, em que algo precisa ser feito para conter danos. 

Se a empresa descobre um potencial risco antecipadamente, com uma solução de monitoramento, torna-se possível errar menos.

O próprio SIEM oferece ações planejadas para facilitar o direcionamento e permitir que a empresa saiba exatamente o que fazer. Nesse sentido, a tomada de decisão ganha uma base sólida e se torna mais eficiente e certeira. 

Principais funcionalidades do SIEM

Vamos finalmente falar um pouco sobre as funcionalidades internas de um SIEM. Assim, explicaremos melhor como ele opera.

funcionalidades do siem

Detecção e alertas sobre violações

Um dos principais pontos que até já comentamos é a capacidade de detecção e alerta sobre violações. A detecção ocorre com o rastreio das atividades de um potencial invasor, bem como a correlação com outros eventos.

A detecção é automatizada e é fortalecida por módulos de inteligência artificial. Esses sistemas são capazes de identificar padrões em logs de registros para entender quando um novo potencial risco vai se concretizar. Além disso, são inteligentes para prever impacto e traçar planos de ação.

Então, o sistema gera alertas e notificações para que os profissionais responsáveis saibam o que está acontecendo e como agir. Tudo isso fica visível em painéis. 

Coleta de registros

Vale também mencionar a coleta de registros (logs). O SIEM é um sistema de análise desses logs, então um dos seus principais objetivos é reunir o máximo de registros que puder para garantir uma visão completa e precisa sobre os eventos e sobre possíveis riscos.

Essa coleta busca dados de firewall, registros de sistemas, registros de banco de dados, logs de dispositivos, logs de servidores, entre outros. 

Normalização

Outra importante funcionalidade no que diz respeito aos logs é a normalização. Consiste em encontrar uma forma de padronizar os logs e colocá-los em uma forma que facilite as análises. 

Análise

A análise propriamente dita tenta entender os logs, em busca de padrões possíveis. Análise também pode ser o monitoramento constante dos eventos em tempo real, em busca de adequação com o que o sistema já identificou como padrão incomum e suspeito. 

Categorização e indexação

Além de coletar e integrar os logs, o SIEM também busca categorizar e indexar os registros dentro de sua base. Ou seja, é preciso colocar registros sobre os eventos em categorias específicas, de acordo com as características comuns.

Dentro dessa noção de categorização existe também a ideia de enriquecimento de logs, com adição de metadados fundamentais para compreender melhor os eventos. 

Além disso, a indexação serve com uma base de definição de índices para os logs, de modo a facilitar as buscas. Dessa forma, as consultas se tornam mais inteligentes e mais rápidas, o que facilita a extração de insights e a busca por respostas para questões importantes.

Análise de correlação

Outra funcionalidade importante, que está associada à capacidade de monitoramento e detecção, é a análise com base em correlação. Consiste em uma análise um pouco menos inteligente do que a que é sustentada por modelos de IA.

Basicamente, é uma análise feita com base em regras, simples e predefinidas. Essas regras são configuradas de acordo com o conhecimento da companhia acerca de determinadas situações e eventos.

Por exemplo, um certo padrão de investidas em uma rede pode acender um alerta. Ou X alterações em extensão de arquivos ou mudanças em pastas. Se uma regra for definida, a aplicação de Security Information and Event Management vai sempre notificar quando for o caso. 

Ou seja, é uma análise dos eventos em busca de padrões para satisfazer as regras.

Análise de comportamento

Outra das funcionalidades das aplicações de monitoramento é a análise do comportamento do usuário. O sistema é baseado em machine learning e atua com a análise de impactos dos riscos, a partir de uma pontuação concedida em cada caso. 

Quais são os benefícios de usar um SIEM?Entenda o que é o SIEM

Os benefícios de usar um sistema de Security Information and Event Management em uma companhia são:

  • integração dos logs em um só lugar;
  • identificação de ameaças em tempo real;
  • transparência.

Integração dos logs em um só lugar

O SIEM é também conhecido como uma ferramenta para integrar os logs e usar automação na coleta e organização deles. Assim, uma das vantagens principais é essa integração dos registros para analisá-los com maior eficiência.

Essa integração facilita a gestão dos logs e a análise. Também permite controlar melhor as informações sobre os eventos para garantir o que já falamos: conformidade com leis, visibilidade, etc. 

Identificação de ameaças em tempo real

Evidentemente, um dos fortes do SIEM é sua identificação de ameaças em tempo real. Aliás, não só isso, o sistema também realiza algumas ações predefinidas, automaticamente, de modo a combater os danos e a garantir a continuidade do negócio. 

Transparência

Outro ponto positivo do sistema de monitoramento é sua transparência. Já até comentamos sobre isso, mas é preciso reforçar que a aplicação permite visualizar os riscos, os eventos, as ameaças e toda a movimentação em uma rede e nos sistemas com facilidade.

Essa transparência é ótima para mostrar à fiscalização e também para os stakeholders. 

Como implementar um SIEM em sua empresa?

como implementar SIEM

Para implementar um sistema de monitoramento que controla os logs e fornece alertas otimizados, é preciso tomar alguns cuidados.

Primeiro, é crucial entender bem a função do sistema e conscientizar os colaboradores acerca disso. Nesse sentido, vale destacar a importância de contar com um esforço de treinamento de todos para garantir a visão certa sobre o sistema.

Então, deve-se definir o escopo. Para obter sucesso nas análises e no monitoramento, o ideal é ter um escopo bem definido, com os dados corretos a serem analisados. Se a empresa sabe o que quer analisar, ela consegue otimizar as descobertas e perder menos tempo.

Depois, outra etapa necessária é a análise das opções do mercado. É a parte de olhar para o que tem sido ofertado e tentar encontrar uma solução ideal para o que se procura. 

Quais as tendências do SIEM para os próximos anos?

Um dos ângulos de análise quando exploramos as tendências para essa tecnologia é a computação em nuvem. A ideia é que a cloud seja reforçada ainda mais, com mais mecanismos de proteção. 

Desse modo, será mais fácil monitorar os dados e arquivos dispostos na nuvem, descentralizados. 

Inclusive, não é uma surpresa observar o surgimento do SIEM como um serviço, oferecido como uma opção na cloud. 

Outra tendência importante é o avanço de outras ferramentas de proteção de dados. Então, as soluções de monitoramento se tornarão uma parte no todo, o que é um bom sinal de integração 

Nesse sentido, as empresas poderão contar com várias soluções personalizadas para adicionar ainda mais camadas à proteção de dados e arquivos. 

Conheça a plataforma SIEM da Algar Telecom

O SIEM da Algar Telecom oferece uma série de funcionalidades incríveis que o destacam no mercado.

Algumas delas são: monitoramento constante, análises em tempo real, relatórios com endereços IP tidos como maliciosos, portais de monitoramento para facilitar a visão e notificações em casos de ataques.

Dessa forma, se obtém a visibilidade e o poder de ação diante dos desastres, o que assegura maior confiança para as companhias. 

Conclusão

Como foi analisado, o SIEM é uma solução indispensável de monitoramento e controle de logs. Permite gerar visibilidade e automatiza a gestão dos registros para garantir uma proteção reforçada e completa.

Dentre as opções do mercado, destaca-se a solução que a Algar Telecom oferece. 

Avalie este post