Consultor Especializado mais perto da sua empresa> Sou de Média e Grande Empresa Sou de Micro e Pequena Empresa

Para melhorar sua experiência, selecione um perfil de conteúdo:

07/nov
Cristina Cruz
5 maneiras de aumentar a proteção contra ataques ransomware

Dados recentes revelam que os ataques de ransomware estão crescendo. De acordo com o relatório da Sonic Wall, empresa de segurança da informação, no primeiro semestre de 2018, foram registrados 181,5 milhões de ataques. O dado representa um aumento de 229% em relação ao ano anterior.

Os hackers também têm atuado no desenvolvimento de novas variantes para criar ransomwares mais potentes e capazes de burlar os sistemas de defesa. Por isso, não existe uma única ação para proteger as empresas dos ataques. É necessário colocar uma série de práticas em ação.

Neste artigo, mostraremos 5 maneiras de aumentar a proteção contra ataques ransomware. Confira!

Ataques ransomware: 5 formas de aumentar a proteção da sua empresa

Os especialistas da SonicWall, segundo pesquisa citada no início do artigo, apontam que os ataques criptografados estão crescendo em níveis recordes.

Além de desenvolverem os ransomwares, os hackers estão vendendo as pragas na deep web. Um levantamento realizado pela Carbon Black, empresa de segurança digital, revelou que as vendas de ransomware na deep web cresceram 2.500% entre os anos de 2016 e 2017. E os preços não são tão altos se comparados com o estrago que podem causar; a maioria não passa de U$ 100.

Para se proteger, é fundamental seguir uma série de medidas. Confira as principais formas de proteger sua empresa dos ataques ransomware!

1. Proteção em camadas

Por muitos anos, as empresas investiram em bons antivírus para se proteger. Contudo, com o avanço da tecnologia e a criação de malware, phishing, spam, spyware, vírus e ransomware cada vez mais potentes, foi necessário também o investimento em novas soluções. O objetivo é criar um bloqueio e evitar que qualquer tipo de praga cibernética invada os computadores da empresa.

2. Firewall

O firewall é um sistema intermediador que verifica as informações que saem e entram na empresa. Ele libera a passagem daquilo que é seguro e bloqueia o que pode causar danos ou colocar a empresa em risco. Além disso, ele também controla as atividades e os acessos dos funcionários, evitando, assim, que se arrisquem em sites suspeitos.

3. Antispam

Diversas pragas cibernéticas chegam até os computadores das empresas por meio dos correios eletrônicos. São mensagens falsas, perfeitamente construídas, capazes de ludibriar e fazer o funcionário clicar em seus links e baixar os arquivos anexados.

O antispam atua diretamente no e-mail dos colaboradores. A ferramenta identifica os e-mails indesejados, como ofertas, propagandas etc., e faz o direcionamento desses conteúdos para a pasta de spam ou lixo eletrônico.

Outros filtros de spam entregam os e-mails na caixa de entrada, mas sinalizam os conteúdos indesejados como spam. Há também ferramentas antispam que bloqueiam a entrada desse tipo de e-mail, evitando que o colaborador possa abri-lo.

4. Atualização de Software

Dentro de uma empresa, é fundamental contar com softwares para o gerenciamento e execução das atividades. Existem diversos tipos de sistemas para cada área do negócio e eles devem atender as necessidades da empresa em todos os seus momentos. Caso contrário, podem colocar as informações em risco.

Quando uma empresa é aberta, o natural é contar com softwares mais limitados e econômicos. Algumas empresas não contam com orçamento para investir em mais de um software e, em alguns casos, chegam a abrir mão dessa ferramenta.

Com o passar do tempo, e à medida que o negócio for crescendo, é primordial investir em sistemas que ofereçam mais segurança e que contem com certificações, selos e integrações completas.

Avalie o estágio em que sua empresa se encontra, qual o volume de informações que ela recebe, envia e armazena e se o software utilizado no momento está mantendo-as em segurança. Analise as funcionalidades que o sistema atual oferece, quais são suas limitações e considere a atualização de um software mais completo e seguro.

5. Backup em nuvem

Empresas que se preocupam com a segurança de seus dados realizam backups periódicos. Nesse sentido, a nuvem tem sido a melhor solução. Com o backup em nuvem, tanto os dados antigos quanto os mais recentes estarão seguros.

A nuvem permite que as informações salvas estejam disponíveis para serem recuperadas sempre que for preciso. Além disso, não exige o uso de uma máquina exclusiva, pois os dados estarão salvos na nuvem, podendo ser acessados em qualquer dispositivo com internet.

Isso quer dizer que, caso a empresa sofra um desastre natural, problemas com hardware, um ataque de ransomware, falhas humanas ou qualquer outro problema que possa colocar as informações em risco, elas poderão ser acessadas e recuperadas se o backup estiver na nuvem.

Gostou do conteúdo de hoje sobre as formas de aumentar a proteção contra ataques ransomware? Para se proteger ainda mais, entenda por que o backup em nuvem é a solução para a segurança de dados da sua empresa

Deixe seu comentário