Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

Quanto dinheiro é preciso para começar um negócio?

Algar Telecom | 15 de dezembro de 2015

Um bom negócio não necessariamente começa com grandes recursos. Em geral, eles exigem menos dinheiro para se erguer e manter, já que atraem mais clientes, investidores e parceiros, são mais eficientes e gastam menos e melhor os recursos disponíveis. Bons negócios já nascem com um propósito definido, um público-alvo estabelecido e em um mercado que tem demanda de novas ideias, que renovem o que os concorrentes propõem. Portanto, o planejamento é o segredo para que o seu negócio seja bom.

E um passo fundamental é o mapeamento financeiro, que define quanto é necessário para começar e manter um negócio. Ou seja, nada mais que uma planilha com projeções de entradas e saídas para os próximos anos, levando em conta todos os aspectos do empreendimento. O professor Marcelo Nakagawa, do MBA Executivo do Insper, diz que algumas conclusões devem fazer parte do seu planejamento financeiro:

1 – Quanto preciso investir para garantir que tenha um bom negócio funcionando no dia da inauguração? É o investimento em despesas pré-operacionais e ativos fixos, por exemplo.

2 – Quanto preciso investir em capital de giro? É o dinheiro que fica parado no caixa da empresa e, principalmente em estoques de produtos acabados, em transformação e matéria-prima.

3 – Quanto preciso investir até a empresa atingir o ponto de equilíbrio? Até que suas entradas superem as saídas, você poderá ter que colocar dinheiro na empresa para que ela tenha condições de honrar suas obrigações financeiras, como pagamentos.

4 – Quanto dinheiro preciso para sobreviver até conseguir fazer retiradas adequadas da empresa?

Depois de elencadas essas necessidades, o empreendedor terá a soma necessária para começar o negócio. É preciso levar em consideração a inflação e possíveis mudanças de cenário, por isso, não crie expectativas assertivas, pode ser que, por exemplo, seu ponto de equilíbrio demore a ser alcançado. Você pode também buscar investidores e parceiros. Se o seu negócio tiver potencial de crescimento, geração de receitas e lucros, isso não será difícil. Pesquise com a Anjos do Brasil, por exemplo, ou, se tiver inovação tecnológica, busque o PIPE da FAPESP, ou, no caso de máquinas e equipamentos, procure o FINAME do BNDES. Analise os primeiros meses e aumente ou diminua o investimento conforme o resultado. Empreenda!

Fonte: Exame PME

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: