Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

Como manter uma boa relação com os fornecedores

Algar Telecom | 12 de julho de 2016

Um bom relacionamento entre empresa e fornecedor é essencial para manter um negócio saudável e em pleno funcionamento. Confira algumas dicas de como manter essa relação da melhor maneira possível:

Fique atento às condições estabelecidas

Antes de formalizar a parceria, é fundamental verificar quais são as condições de entrega do fornecedor e os serviços por ele oferecidos. Prazos, armazenamento e preços são itens importantes a serem avaliados, principalmente, para que o empresário possa se planejar e evitar surpresas na hora de organizar o estoque.

Lembre-se de que a ausência de mercadorias ou matérias-primas pode impactar negativamente seu quadro de vendas, enquanto a compra em excesso representa inúmeros custos — principalmente relativos à depreciação.

Preços baixos demais podem ser armadilhas

O ideal é, sim, procurar aquele fornecedor que ofereça as melhores condições com os menores preços possíveis. Entretanto, em se tratando do estoque, não se pode tomar como base de escolha unicamente o valor dos serviços e dos insumos oferecidos. Como já dito, as condições de entrega são o item mais importante a ser levado em conta.

Ao procurar um fornecedor, é fundamental elaborar uma lista de exigências a serem cumpridas para que, assim, a decisão possa ser tomada considerando-se, apenas, aquelas empresas que ofereçam essas condições mínimas.

Faça seu próprio mix de fornecedores

É muito comum que, entre as pequenas empresas, empreendedores façam negócio com uma série de fornecedores diferentes. A prática possui tanto vantagens quanto desvantagens. Por um lado, existem as dificuldades de se controlar as finanças nesse modelo, pois, quanto mais fornecedores, mais dívidas com origens distintas, por outro lado, há uma maior possibilidade de negociação, além disso, é possível abandonar um ou outro, caso haja um aumento de preços, sem que isso acarrete grandes prejuízos logísticos.

O ideal, portanto, é fazer uma mistura dos dois modelos. Reduzindo os parceiros em excesso e trabalhando em ações de relacionamento direcionadas exclusivamente a seus fornecedores mais importantes. Poucos e bons é melhor que milhares razoáveis.

Reconheça a importância dos fornecedores

É comum que haja uma maior ênfase no trato com os clientes e que o relacionamento com os fornecedores seja quase que completamente ignorado. No entanto, não há consumo sem produtos a serem vendidos. Uma ação planejada em conjunto com os fornecedores possibilita, muitas vezes, preços mais competitivos de produtos e serviços, o que pode garantir o seu sucesso no mercado. Portanto, reavalie a sua política com relação aos fornecedores e crie boas relações com eles.

E você, se empenha em manter uma boa relação com os seus fornecedores? Compartilhe conosco as suas experiências!

 

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: