Artigos Algar Telecom | 18 de maio de 2016

Como garantir um sucessor para sua empresa?

Tempo de leitura: 5 minutos

Um bom sucessor é aquele que tem as habilidades e qualificações necessárias para gerir a empresa, além de estar de acordo com a visão e missão do empreendimento. É essencial que essa escolha seja acertada, visto que pode alterar completamente o futuro do negócio. Por isso, deve ser pensada e planejada com antecedência. Processos bem conduzidos levam anos de análises e desenvolvimento profissional dos candidatos. A escolha final é o reflexo deste longo projeto sucessório.

Existem diversas maneiras de escolher um sucessor: um fundador pode escolhê-lo se baseando em seus próprios critérios, uma comissão pode se reunir para chegar a uma conclusão sobre a escolha ou um headhunter pode selecionar candidatos e auxiliar no processo. Qualquer que seja maneira adotada, a família deve saber exatamente qual é o perfil buscado, quais qualidades o sucessor precisa ter e quem irá avaliar os possíveis candidatos para essa posição.

Leia também: SAIBA COMO PROTEGER SUA EMPRESA DE ATAQUES PHISHING

O perfil do cargo e da empresa

É essencial que o sucessor tenha o perfil profissional condizente tanto para o cargo quanto para a empresa. Apenas dessa maneira será possível garantir uma administração competente e eficaz. Esse deve ser o ponto de partida para a seleção dos candidatos.

A empresa familiar não possui herdeiros

Quando os herdeiros não podem, não têm interesse ou não estão preparados para assumir a gestão da empresa, uma alternativa é a contratação de pessoas que não são membros da família. No entanto, é importante manter na empresa aqueles funcionários que já atuam no negócio há longa data, que podem auxiliar no estabelecimento de condutas, definição de estratégias, limites e metas para os gestores contratados, além de manter e fortalecer a cultura e os valores da empresa.

Preparação dos sucessores

Escolhidos os sucessores, é necessário investir na preparação desses profissionais. Vale considerar desde cursos de especialização e atualização relacionados ao negócio até o desenvolvimento de habilidades comportamentais, como liderança, comunicação, capacidade de negociação e persuasão, entre outros. Também é importante que o sucessor esteja a par da rotina do cargo que por ele será assumido. Dessa forma, o aprendizado virá com a experiência e com o aumento gradual de responsabilidades.

A preparação de um sucessor requer tempo e paciência e não é uma tarefa difícil se houver planejamento e organização. Especialmente em empresas familiares, onde a sucessão não é uma opção, mas um caminho óbvio a ser seguido, é preciso entender que se trata de um processo que também envolve a transição da liderança, portanto, é necessário se basear em um plano estruturado.

Gostou do texto? Comente e compartilhe conosco suas opiniões!

empresas

Deixe seu comentário