MGE Algar Telecom | 17 de fevereiro de 2020

4 dicas para reduzir os custos com manutenção

Tempo de leitura: 5 minutos

Para a boa gestão de qualquer empresa, o controle dos processos é essencial. Nesse cenário, um dos maiores desafios do setor de TI está justamente em prever o balanço dos custos. Uma manutenção de rotina ou um reparo pontual, fora da estratégia da gestão já traçada, pode mostrar-se um verdadeiro obstáculo para a eficiência da estrutura.

Pensando nisso, no artigo de hoje, separamos algumas dicas para ajudá-lo a reduzir seus custos com manutenção sem comprometer o fluxo de trabalho. Entenda como iniciativas simples podem refletir positivamente na folha de gastos e otimizar o desempenho técnico da empresa. Vamos lá?

1. Mapeie processos e históricos de manutenção

Traçar o caminho dos custos com manutenções, a princípio, pode parecer uma tarefa simples. No entanto, a realidade é que mesmo empresas com uma estrutura enxuta podem contar com uma complexidade nesse quesito. A falta de um sistema organizado ou de dados importantes, como hora de serviço e ferramentas, dificultam essa atividade e agregam uma camada adicional de complicações a ela.

Por isso, o mapeamento de processos e histórico de manutenções realizadas vai além de uma necessidade organizacional. Tendo essas informações consolidadas e centralizadas, a gestão pode investir recursos de forma mais estratégica, prevenindo redundâncias e controlando com mais precisão os valores dos serviços.

Leia também: COMO A NUVEM PODE AJUDAR SUA EMPRESA A REDUZIR CUSTOS

2. Estabeleça um limite de custos

Uma boa gestão, entre outras coisas, prioriza custos de manutenção e sabe para quais situações alocar o recurso ideal. Para isso, é preciso conseguir identificar quais são os pontos críticos. Dessa forma, falhas podem ser detectadas e prevenidas a tempo.

Ainda, com um limite de custos, economiza-se tempo para as operações e delimitam-se os procedimentos de forma mais facilitada. Estabelecer um limite de custos para manutenção também possibilita que planos de manutenções específicos e emergenciais sejam realizados com o timing certeiro.

3. Mantenha um plano periódico de manutenção

Mapear somente os processos e históricos anteriores de manutenção é apenas parte do trabalho. Para realmente potencializar seus resultados, busque alimentar periodicamente seu planejamento a cada nova manutenção. Dessa forma, você pode programar manutenções de forma mais pontual.

Ainda, além de uma gestão programada, manter a periodicidade em suas manutenções permite agilizar procedimentos. Planos de emergência ou estoque de peças e ferramentas, por exemplo, já podem ser feitos e adquiridos com antecedência, reduzindo custos relacionados ao suprimento de demandas emergenciais, que não permitem que se alcance a melhor negociação e as melhores condições.

4. Adote soluções em nuvem

Atualmente, os custos com manutenção podem ser menores quando se utiliza a tecnologia a favor das operações de seu negócio. Serviços de computação em nuvem, por exemplo, podem centralizar a organização de seus dados e permitir acesso em qualquer dispositivo conectado à internet.

Com a praticidade e o baixo custo, ganha-se também em segurança. A rotina de manutenção torna-se eficiente e possíveis fraudes podem ser facilmente prevenidas pela gestão – o que otimiza ainda mais a economia com custos não previstos para conter e lidar com ameaças à integridade dos dados.

Você gostaria de mais dicas para otimizar sua gestão? Então, confira também as 7 dicas valiosas de gestão de TI para grandes empresas que preparamos para ajudar a potencializar seu negócio. Até a próxima!

Multicloud

Deixe seu comentário