Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

Saiba como fazer gestão de pessoas em departamentos financeiros

Algar Telecom | 20 de junho de 2016

O capital humano nas empresas é considerado atualmente um diferencial competitivo no mercado. Ter pessoas motivadas, que gostam do que fazem, não medem esforços para gerar resultados e ainda apresentam boas ideias, faz com que qualquer empresa se destaque e seja reconhecida no ramo em que atua. Além de reter os talentos e atrair novos.

Mas, nem sempre é assim. Muitas vezes falta conhecimento, atenção e até estímulo para que profissionais coloquem em prática tudo o que sabem. Isso pode acontecer por diversos fatores, entre eles está a má gestão de pessoas e até mesmo a cultura da empresa.

O resultado desse tratamento não é nada positivo pois acarreta em equipes desmotivadas e altamente improdutivas. No Brasil, a depressão ocupa o 8º lugar das doenças que mais causam afastamentos nas organizações. Somente em 2015 foram emitidos mais de 60 mil benefícios de auxílio-doença por episódios depressivos.

Um estudo feito pela Associação de Psicologia dos Estados Unidos afirma que um gestor ruim pode fazer mal à saúde dos trabalhadores. De todos os entrevistados, 75% dos trabalhadores americanos mencionam seus chefes como a maior causa de estresse no trabalho e mesmo assim a maioria (59%) continua no trabalho.

Setor financeiro sofre mais pressão

Alguns setores de grandes empresas sentem ainda mais dificuldades em manter os colaboradores saudáveis mental e fisicamente. Entre eles, está o departamento de finanças. Isso porque é lá que está a parte burocrática, como pagamentos, negociações bancárias, adiantamentos, emissão de boletos, entre outros.

São atividades que cobram uma atenção maior e acabam gerando uma pressão muito alta para que não ocorram erros, já que todo o patrimônio da empresa está nele. Por isso, o gestor precisa estar atento a ações e medidas para que os colaboradores possam se identificar com o trabalho e fazer de algo difícil mais prazeroso. Para isso existem técnicas simples que fazem toda a diferença.

Seja positivo

Estar presente no dia a dia para auxiliar, delegar e direcionar é de extrema importância. Para fazer esse trabalho de forma efetiva, é preciso ser positivo e estar sempre disposto a ouvir e conversar.

Por isso, transmita bons pensamentos, otimismo, entusiasmo e seja transparente com os subordinados. Essa atitude contribui para a melhoria do clima interno, evita conflitos, fofocas e ainda estimula a participação de todos no alcance dos objetivos da empresa.

Reconheça os talentos

Sua equipe passa mais tempo na empresa do que em casa. Muitas vezes resolve problemas complexos referentes à área financeira que precisam ser solucionados com urgência. Essa correria causa desgaste e cansaço.

Por isso, não deixe de reconhecer e valorizar os talentos. Presenteie ou comemorem juntos quando alcançarem os objetivos e não se esqueça do feedback. Embora seja uma prática muito indicada, alguns gestores têm dificuldades de fazê-la. Por meio dela, aponte os pontos fortes e fracos. Assim, cada um vai saber o que representa na equipe e se motivar para ser sempre melhor.

Melhore a comunicação interna

Em uma área que o foco está nos números e indicadores, aprimorar a comunicação é uma excelente ideia para garantir um clima positivo. É importante manter as equipes atualizadas sobre as mudanças na empresa, sobre eventos e ações que acontecem, além de apontar o posicionamento da empresa perante a concorrência.

A prática contribui para o fortalecimento da relação e garantir confiança por parte dos colaboradores. Essa comunicação pode ser feita durante uma reunião semanal, e-mail, sms, redes sociais e mural de avisos. O importante é se aproximar da equipe e usar a informação para formá-los.

Invista no desenvolvimento

As práticas financeiras são atualizadas com frequência. Mas, muitos profissionais não acompanham essa evolução, por isso é importante que o gestor esteja atento e identifique as dificuldades de cada um para investir no desenvolvimento de cada um.

Cursos de atualização presencial ou online, workshops ou seminários, ajudam a melhorar a qualidade do trabalho, além de causar satisfação em quem o recebe.

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: