Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

Oito maneiras de ajudar os funcionários a acompanhar a transformação digital

Cristina Cruz | 3 de janeiro de 2018

A evolução nos resultados de uma média ou grande empresa passa diretamente pela constante inovação tecnológica. É impossível ignorar os facilitadores proporcionados pelas novas e eficientes ferramentas corporativas de gestão e produção desenvolvidas ao longo dos últimos anos.  

A transformação digital é o processo adotado pelas empresas que adotam o uso da tecnologia para potencializar seu desempenho e lucro. Trata-se de uma evolução estrutural, capaz de automatizar metodologias, técnicas e atuações no sentido de facilitar o dia a dia produtivo por meio de dispositivos e softwares.

O desenvolvimento computacional tem gerado um grande impacto dentro das organizações, sobretudo as de maior porte. A nova realidade permite que serviços e produtos sejam executados por meio de técnicas muito mais simplificadas devido ao auxílio tecnológico.

Atualmente, sistemas ajudam no processamento de dados, cálculos, na gestão estratégica, execução de processos e outras situações vitais para o ambiente organizacional. Cada empresa já possui um certo nível de automatização, mas nunca houve tantos adeptos da completa adoção de ferramentas para substituir ou melhorar procedimentos que antes eram feitos exclusivamente de forma manual.

Mas, além de demandar planejamento e investimento, a transformação digital exige, sobretudo, engajamento da equipe de colaboradores. Eles precisam ser verdadeiros parceiros dos gestores, pois serão os responsáveis por colocar em prática as novas tecnologias para o ganho empresarial.

As inovações impactam diretamente a atuação e rotina de cada integrante do público interno. Este fato exige um acompanhamento minucioso por parte dos líderes, para que tudo seja feito de forma orientada, em corretas estratégias de engajamento.

A verdade é que, sem a colaboração e integração das pessoas que integram a corporação, a proposta de digitalização poderá ser completamente comprometida. Elas devem ser encaradas como as protagonistas da mudança e receber grande parte dos olhares durante todas as etapas da transformação.

Veja oito dicas para melhorar o engajamento dos colaboradores e garantir ótimos resultados durante a evolução tecnológica de sua empresa:

1- Envolva os profissionais desde o início do projeto

Fazer com que os colaboradores se sintam ativos dentro das decisões da empresa é uma das melhores estratégias para engajar equipes em novos projetos. Por isso, o envolvimento dos funcionários deve começar ainda na fase de planejamento da transformação digital. Hierarquicamente, gestores devem se reunir com os líderes de cada setor para promover, junto às suas equipes, a familiaridade em relação às novos conceitos e práticas que serão adotados.

Os gerentes e coordenadores precisam, inclusive, incentivar que seus colaboradores manifestem suas opiniões acerca de todas as mudanças estruturais propostas. Isto fará com que as novas concepções sejam assimiladas aos poucos, em um processo mais democrático junto à equipe executiva. É preciso que todos se sintam agentes da mudança, sem o sentimento de arbitrariedade nas escolhas.  

2- Certifique-se de que todos possuem consciência sobre sua nova atuação

A digitalização vai mudar, consideravelmente, processos tradicionais dentro de uma corporação. É preciso ter certeza que cada colaborador tenha plena consciência de como sua rotina será impactada pelas novas tecnologias. Em alguns casos, se não houver orientação, equipes podem se tornar muito resistentes a mudanças, mesmo que elas promovam, na prática, grandes melhorias ao dia a dia de todos.

É preciso compartilhar a estratégia traçada, mostrando a todos os possíveis resultados  daquela transformação, tanto para a empresa de uma forma geral, quanto para a carreira de cada um. Esse processo cria valores para as estratégias adotadas.

3- Invista em capacitação

Após as tomadas de decisões junto às equipes, é hora de investir em capacitação destes funcionários. Este é um dos pontos cruciais para o sucesso da transformação digital, pois será o momento de aprendizado por meio contato do colaborador com as suas novas ferramentas produtivas.

O treinamento pode ser feito por profissionais de TI internos ou terceirizados, a depender da realidade de cada negócio. No entanto, os novos usuários dos sistemas e dispositivos precisam ser apresentados a todas as potencialidades das tecnologias que terão em mãos, em um processo calmo e coerente, diante das realidades de assimilação individuais.

4 – Forneça suporte técnico adequado

A transformação digital deve ser um processo acompanhado e orientado. É importante salientar que o seu objetivo é facilitar processos por meio da computação, não o contrário. Nos primeiros meses, é essencial fornecer aos operadores destes novos sistemas um suporte disponível e competente durante todo o período de trabalho. Isto garante a rápida solução de dúvidas e consertos rápidos dos dispositivos, enquanto não há muita familiaridade em seu manuseio.

Profissionais técnicos que monitoram o funcionamento das novas ferramentas tornam o seu uso muito mais eficaz e proporcionam segurança ao colaborador, para que ele possa explorar as opções. O acompanhamento evita, ainda, perdas de dinheiro e produtividade por causa do mau funcionamento dos instrumentos.  

5- Peça e forneça feedback regularmente

Depois de certo tempo desde a implementação das mudanças, é preciso ouvir as ponderações de quem tem operado as novas tecnologias. Os colaboradores devem ser estimulados a ter voz ativa para manifestar o que funciona ou não nas ferramentas adotadas.

Várias estratégias de otimização muito positivas na teoria mostram-se um fracasso na prática, o que gera a necessidade de constantes feedbacks por parte dos profissionais. Os retornos de opiniões podem ser feitos aliando meios informais, como conversas, ou estratégias sistêmicas, como questionários.

6- Mostre-se um aliado durante o processo

Muitas vezes o engajamento acontece pelo exemplo. As equipes podem ter um empenho maior em desenvolver novos hábitos ao perceber o mesmo comportamento partindo dos líderes. A interação pessoal e humanizada entre gestores e sua equipe tende a unir os dois lados em um mesmo propósito. Mostrar-se ao lado do profissional durante os seus novos desafios advindos da transformação digital é fundamental.

7- Seja tolerante aos erros

Na transformação de métodos físicos para o ambiente computacional, é natural que aconteçam erros pessoais no decorrer do processo. Afinal, as pessoas estão lidando com uma forma de trabalho até então desconhecida. Durante o período de transição, é importante que erros sejam tratados de forma não punitiva.

O ideal é que eventuais falhas sejam levadas em conta para a evolução do processo, até que se atinja a excelência em todos os fundamentos. Cabe aos líderes fazerem com que suas equipes se sintam confortáveis para experimentar as novas ferramentas de trabalho sem o receio de possíveis penalidades.

8- Dê autonomia criativa às equipes

Novas ferramentas de TI possuem, muitas vezes, usos, técnicas, aplicações e recursos flexíveis e ilimitados. Esse conjunto de possibilidades precisa ser descoberto e aprimorado. Durante a implementação destas ferramentas, os colaboradores necessitam de autonomia para desbravar todas as potencialidades deste novo arsenal tecnológico em benefício à empresa.

Muitas vezes, a criatividade dos operadores no uso da estrutura de trabalho traz ganhos incríveis para a corporação. Esta é uma etapa de evolução gradativa e que exige liberdade criativa para todos os membros das equipes.

Agora ficou mais fácil entender a importância de engajar os funcionários durante a transformação digital de sua empresa. São eles os agentes que vão colocar em prática todas as estratégias pensadas pelo corpo diretivo da organização. Este artigo foi útil para você? Não se esqueça de deixar seus comentários com a sua opinião sobre o tema.

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: