Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

Governança de TI: boas práticas para alinhar a tecnologia aos negócios

Algar Telecom | 6 de julho de 2016

As ferramentas de tecnologia são essenciais para auxiliar na gestão, controle e garantia de qualidade na oferta de produtos e serviços. Além disso, elas ajudam a aumentar a competitividade no mercado e têm papel relevante quando o assunto é melhorar os processos dentro das empresas. É justamente nesse contexto que a Governança de TI (GTI) tem a sua maior importância: um conjunto de práticas que consegue alinhar todos os recursos de TI aos objetivos do negócio.

A Governança de TI pode ser explicada como um conjunto de práticas que têm como objetivo ajudar na formulação de estratégias e metas que irão gerar vantagens competitivas a partir do setor de TI, levando ao aumento de produtividade e proatividade da empresa. Outro papel importante da Governança é monitorar e antecipar os possíveis problemas de produtos ou serviços da organização a fim de evitar que essas falhas prejudiquem a disponibilidade e a confiança dos mesmos. Conheça mais sobre a GTI e saiba como ela pode ser aplicada na realidade da sua empresa.

Benefícios da Governança de TI

Quando bem implantada, a Governança de TI consegue garantir segurança, confiança e disponibilidade, o que garante à empresa maior credibilidade junto aos seus colaboradores e clientes. Alguns dos principais benefícios de uma GTI estabelecida de forma adequada são:

  1. Automatização de tarefas: Com a automatização de certas tarefas, é possível ganhar tempo e  reduzir custos. Além disso, o processo produtivo é beneficiado, uma vez que diminuir a execução de tarefas repetitivas e focar em afazeres mais importantes pode render maior produtividade por parte dos profissionais de TI.
  2. Atendimento convincente: Uma tecnologia bem aplicada de atendimento ao cliente pode auxiliar na fidelização e satisfação dos consumidores. Atendimento personalizado e sem espera também pode ajudar no contentamento dos seus usuários.
  3. Alinhamento estratégico: O alinhamento das ações de TI aos objetivos da empresa pode alavancar e potencializar os resultados da corporação a médio e longo prazo.
  4. Aumento do ROI: Uma Governança de TI bem executada consegue oferecer maior retorno das iniciativas de tecnologia, contribuindo diretamente para o aumento do ROI (retorno sobre o investimento) feito nessa área pela organização.
  5. Comunicação assertiva: Práticas de GTI conseguem aprimorar a comunicação tanto dentro da própria equipe de TI, entre os profissionais da área, quanto com os colaboradores dos demais setores da empresa.

Frameworks

Existem alguns modelos de trabalho, chamados de frameworks, que colaboram com a implantação da Governança de TI em uma corporação. Esses modelos fornecem métricas e apontam o caminho que precisa ser seguido para garantir a eficiência dessa prática no seu negócio. Os principais frameworks da GTI são:

  • Cobit (Control Objectives for Information and related Technology): O Cobit é composto por práticas que ajudam na otimização dos investimentos de TI através de métricas próprias que avaliam os resultados e facilitam os processos de auditoria. Orientado totalmente ao negócio, as técnicas de Cobit são utilizadas para testar e garantir a qualidade dos serviços de tecnologia.
  • ITIL (Information Technology Infrastructure Library: O ITIL é um modelo que define as melhores práticas para o gerenciamento dos serviços de TI. A partir de uma biblioteca de aplicações, que compõe cada módulo de gestão, é possível aprimorar a eficiência da área de TI através do gerenciamento da infraestrutura. Orientado ao serviço, esse modelo foi criado pelo governo inglês com o objetivo de desenvolver as melhores práticas de gestão de TI em empresas públicas e privadas da Inglaterra.
  • PmBOK (Project Management Body of Knowledge): O PmBOK é um guia do Project Management Institute (PMI) que busca consolidar as melhores práticas voltadas para a área de Gerenciamento de Projetos. Esse framework define as ferramentas e técnicas para um bom gerenciamento de projeto, que normalmente é composto por cinco etapas: início, planejamento, execução, controle e fechamento.

Colocar em ação um programa de Governança de TI é implantar ações que buscam alinhamento do setor de tecnologia da informação com as diretrizes da empresa. E você, já implementou algum modelo de Governança no seu negócio? Conte-nos como foi a sua experiência.

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: