Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

Capex e Opex: Qual a melhor estratégia para TI?

Algar Telecom | 6 de setembro de 2016

Em tempos de instabilidade financeira e econômica, rever a estrutura de capital da empresa é uma tarefa muito importante a ser realizada por uma governança corporativa. É preciso que as organizações criem um planejamento que leve em conta aspectos primordiais ligados ao desenvolvimento, como conhecer os setores que demandam maiores investimentos e qual a melhor forma e momento para fazê-los.

Apesar do momento de incerteza que o país atravessa, a intenção das empresas é continuar investindo em TI. Foi o que revelou uma pesquisa realizada no último ano pelo Instituto Sem Fronteiras (ISF) com profissionais responsáveis pela área de tecnologia de 1.300 empresas de médio e grande porte. De acordo com os dados levantados pelo estudo, os investimentos no setor cresceram cerca de 5,6% em 2015. Em contrapartida, apenas 17% do total de entrevistados afirmaram que investiram menos em TI ao longo do ano.

A contabilização de investimentos em tecnologia da informação é um assunto que ainda causa certa estranheza para muitos profissionais da área, e isso é causado principalmente pela falta de compreensão entre despesas de capital (Capex) e despesas operacionais (Opex). O termo Capex, sigla para a expressão Capital Expenditure, está relacionado a quantidade de recursos aplicados para o investimento na modernização ou expansão da empresa. Já Opex, ou Operational Expenditure, refere-se ao valor total de recursos que são necessários para o funcionamento de uma organização.

Como escolher entre Capex e Opex?

Para fazer uma boa escolha, é preciso levar em consideração o resultado econômico da empresa e os seus desdobramentos, como fluxo de caixa, custos operacional, financeiro e de oportunidade, além de vínculos contratuais, economia fiscal e o ciclo de vida dos projetos em questão. É preciso também analisar a estrutura de capitais e entender aspectos ligados a imobilização de capital, risco do negócio, situação tributária e relacionamento com fornecedores de recursos.

Por isso, a decisão de escolher entre Capex e Opex deve ser sempre pautada pelo reconhecimento dos recursos que são investidos em tecnologia, a partir da compreensão que as despesas de capital e operacional assumem dentro da empresa. Um bom exemplo disso é o que acontece com negócios que estão limitados por mercados os credores privados em relação a suas despesas de capital. Neste caso, a melhor opção é direcionar os investimentos para atividades geradoras de receita, sendo assim iniciativas que reduzem o Capex e potencializam o Opex são mais interessantes para essas empresas.

Vantagens e impactos

Para entender os benefícios e impactos gerados pela escolha entre as modalidades de estrutura de capital Capex e Opex, é importante ter um entendimento completo e profundo da gestão da empresa aliada às políticas de rentabilidade do capital adotadas. Analisar este contexto e traçar os objetivos mais acertados para cada momento do negócio é uma tarefa para a governança corporativa, que tem como responsabilidade contribuir com o desempenho e desenvolvimento sustentável das organizações.

Para ajudar a esclarecer quais são as vantagens relacionadas às modalidades de investimento de capital, conheça a seguir alguns contrapontos entre Capex e Opex.

  • Ao iniciar um projeto baseado em Capex, é certo que uma saída considerável do caixa irá ocorrer logo no início, já no Opex o desembolso geralmente é mensal. O que pode fazer uma modalidade ser mais atrativa em relação a outra é o custo de oportunidade do capital investido envolvido em cada uma delas.
  • Em termos tributários, o Opex é mais atrativo que o Capex. Isso porque, a dedução de impostos é significativamente maior no primeiro se comparado com a depreciação e o custo de oportunidade do segundo, respectivamente.
  • No que diz respeito ao patrimônio da empresa, os gastos envolvidos para a aquisição de bens no Capex ficam imobilizado, enquanto isso no Opex eles são caracterizados como resultado ao longo de um projeto.

O processo de escolha da melhor forma de investir em TI precisa obedecer a um conjunto de requisitos a fim de criar e agregar valor ao negócio além de potencializar os benefícios que resultam da adoção de um modelo de investimento e apropriação de despesas corretos. E você, já fez essa importante análise para traçar qual a melhor estratégia aliada a Capex e Opex no seu negócio? Compartilhe conosco suas experiências.

empresas

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: