Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

As vantagens de sair da cloud pública e ir para a cloud privada

Cristina Cruz | 19 de abril de 2017

A cloud computing (ou computação em nuvem) é uma tecnologia cada vez mais utilizada nas empresas. Pelo fato da mobilidade ser um dos conceitos mais trabalhados dentro do mundo corporativo hoje em dia, essa tecnologia já deixou de ser uma tendência e passou a fazer parte da execução da estratégia das empresas, seja ela de crescimento, produtividade, eficiência ou inovação.

Atualmente, existem duas formas de estrutura online que a cloud computing oferece: a nuvem pública e a nuvem privada. Cada uma é responsável por suprir as necessidades específicas de determinada empresa. A seguir, conheça as diferenças entre elas e entenda como atendem as particularidades de cada organização.

Os tipos de nuvem e suas aplicações de acordo com o negócio

A maioria das empresas já reconhece a necessidade de ter uma boa infraestrutura na nuvem. No entanto, nem todas sabem escolher o modelo ideal para os seus negócios. Para fazer uma escolha acertada, é importante conhecer as diferenças entre as opções disponíveis, suas especificações, aplicações e vantagens. Confira a seguir:

Cloud pública

Na nuvem pública, a infraestrutura oferecida por uma empresa de cloud computing é compartilhada entre diversos clientes e toda a interação acontece por meio de protocolos da internet.

Esse modelo é indicado para as startups e micro e pequenas empresas, devido ao baixo custo e níveis de acesso bem definidos. Sua implantação é simples e rápida, uma vez que os servidores são alocados em data centers externos, instalados nos provedores cloud, fora da empresa. Ainda assim, a nuvem pública conta com a privacidade necessária para trabalhar com dados corporativos.

Ela é muito utilizada nas empresas para as aplicações secundárias, como na hospedagem de sites, serviços de e-mail, vídeos de marketing digital, entre outras funções.

Cloud privada

A cloud privada é desenvolvida para atender exclusivamente uma única empresa, sendo 100% da infraestrutura dedicada para as demandas do negócio de determinado cliente. Nesse modelo é permitido que a companhia hospede aplicativos e infraestruturas completas na nuvem e são dedicados maiores esforços relacionados à segurança dos acessos e controles de dados.

Principalmente devido a essas questões de segurança – e também por outros motivos que serão citados ao longo deste artigo – que o modelo de cloud privada é o mais indicado para as grandes empresas. Além disso, os custos podem ser menores, tornando possível ganhar uma maior vantagem competitiva, alcançar mais agilidade nos negócios e aumentar a eficiência.

Os benefícios da nuvem privada para as grandes empresas

  • Agilidade para implementar a solução.
  • Flexibilidade para atender às variações de demanda.
  • Mais eficiência, já que os recursos são virtualizados e agrupados, garantindo que sua infraestrutura física seja usada no máximo de sua capacidade.
  • Rápida escalabilidade: os recursos de computação adicionais podem ser alocados instantaneamente para atender às demandas de negócios devido aos momentos de pico e ao crescimento ou declínio da empresa.
  • Os custos são menores, já que os valores de infraestrutura, energia e instalação são usados no modelo de pagamento conforme o uso.
  • Mais produtividade da equipe de TI com o provisionamento automatizado por meio do portal de autoatendimento.
  • Redução dos recursos desperdiçados: processos transparentes de medição e definição de preços, além de ferramentas de chargeback, permitem que os administradores de TI identifiquem onde pode haver cortes nos custos.
  • Mais segurança e proteção dos ativos de informação.

Como funciona a hospedagem da cloud privada

Existem duas maneiras de hospedagem da cloud privada: a cloud privada interna e a externa.

A cloud privada interna é hospedada dentro da organização, que mantém seu próprio Data Center. Nesse formato, o departamento de TI da empresa fica responsável pelas configurações de segurança e monitoramento das atividades e também pela aquisição e manutenção de seus próprios recursos físicos.

Mesmo que a empresa já conte com uma grande infraestrutura e tenha condições de montar seu formato de cloud computing, é interessante fazê-lo contando sempre com a ajuda de um fornecedor especializado. Ou seja, uma solução de proteção de dados que ofereça integração com a nuvem, podendo ajudar a tornar o departamento de TI mais ágil, através da adição e remoção de recursos de armazenamento conforme desejado, para atender as demandas da empresa.

No caso da companhia não dispor desse local, a segunda opção de hospedagem, e solução para esse problema, é um provedor de computação em nuvem externo. Nesse caso, o prestador de serviços proporciona um ambiente em nuvem exclusivo com plena garantia da privacidade, funcionalidades e infraestrutura. Sendo assim, as necessidades de espaço para a escalabilidade, recursos de segurança e ferramentas de configurações podem ser negociadas para atender a demanda exata do negócio em cada período.

A cloud privada externa conta ainda com planejamento de desenvolvimento e controle de riscos bem rigorosos para garantir a máxima segurança contra a perda parcial ou total de dados e oferece o espaço que o cliente precisa, respeitando os períodos de alta demanda, além de uma equipe de profissionais para gerenciar todo o ambiente de cloud privado, dentro das melhores práticas de mercado, garantindo, assim, um nível de serviço de alta qualidade.

A importância do know-how da ajuda especializada

Empresas especializadas na prática do cloud computing trabalham com técnicas reconhecidas internacionalmente e estão preparadas para lidar com os problemas e riscos inerentes a um processo de implementação e manutenção. Esses profissionais possuem todo o conhecimento e as ferramentas necessárias para atender a todas as demandas de cada corporação. Pense bem: se for preciso chamar um especialista para corrigir eventuais problemas, a empresa pode ter que pagar um valor bem mais alto e o processo de ajustes pode demorar muito mais tempo. Daí a importância de garantir esse acompanhamento desde o início.

E você, tem um projeto para implantar cloud computing na sua empresa? Entre em contato conosco e veja como podemos ajudá-lo nesse processo!

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: