Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

A importância de adotar uma gestão transparente nas empresas

Algar Telecom | 4 de setembro de 2017

Levantar a bandeira da ética e da transparência em momentos em que esses valores estão desacreditados, sobretudo, na esfera política, não é tarefa fácil para as organizações. Garantir o cumprimento das exigências legais com o intuito de prevenir ou detectar infrações às leis e regulamentos, observando os princípios da ética e integridade, é um fator de diferenciação praticado com base nas regras de compliance das empresas.

Para que essas regras sejam efetivas, é preciso incorporá-las aos controles internos, análise e avaliação de riscos, com foco no reconhecimento de falhas e fragilidades nos processos, além de perceber a possibilidade de melhorias nos controles já existentes. Dessa forma, é preciso estruturar uma comunicação com todas as áreas da empresa, encorajando as condutas éticas e transparentes e o compromisso com o cumprimento dessas regras.

Uma evidência de que os consumidores prezam essas características atualmente é que esses dois atributos apareceram pela primeira vez em uma pesquisa do Instituto Ipsos. No levantamento feito entre fevereiro e abril deste ano, mais de 200 pessoas entrevistadas revelaram que as características que mais admiram numa empresa são a transparência e a ética. Há dois anos, nesse mesmo estudo, ambas sequer figuravam entre os dez mais.

Além da situação política brasileira, essa mudança de foco do público está sendo motivada também por novos interesses de clientes, que buscam saber mais sobre os processos e as estruturas por trás das organizações das quais consomem produtos e serviços. Atualmente, as empresas são analisadas pela clareza nas demonstrações financeiras publicadas, pela qualidade das informações divulgadas e sua idoneidade.

Portanto, construir uma imagem transparente está também ligado à construção de um bom relacionamento com o cliente, que deve ser um objetivo de qualquer empresa.  De acordo com uma Pesquisa da consultoria Edelman, as organizações brasileiras conduzidas por seu fundador, ou seja, empresas familiares, são mais confiáveis do que as administradas por outros profissionais e até mesmo do que as geridas pelo estado.

Um exemplo de empresa familiar transparente é a Algar Telecom, vencedora do Troféu Transparência 2017. Em sua 21ª edição, o Prêmio realizado pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade – ANEFAC tem o objetivo de reconhecer as companhias com as demonstrações financeiras mais transparentes do Brasil.

Outros prêmios recebidos pela operadora confirmam o fato de que é uma empresa transparente, ética, que se preocupa em atender bem o cliente e o coloca em primeiro lugar em suas ações. Alguns exemplos são o Prêmio Época Reclame Aqui 2016 – Melhor empresa para o consumidor, Great Place to Work 2016, Guia Exame de Sustentabilidade – Telecom Mais Sustentável do País 2016, entre outros.

O Troféu Transparência

Considerado o Oscar da Contabilidade, o Troféu Transparência avalia rigorosamente as práticas de transparência nas informações contábeis publicadas ao mercado pelas empresas, por meio das demonstrações financeiras.

Com a avaliação técnica da FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) e o incentivo da Serasa Experian, a comissão julgadora avalia rigorosamente as práticas de transparência nas informações contábeis publicadas ao mercado por meio das demonstrações financeiras, incentivando a transparência corporativa no mercado.

Entre os critérios para chegar às vencedoras estão a qualidade e o grau das informações contidas nas demonstrações e notas explicativas, a transparência das informações prestadas, a qualidade e consistência do relatório de administração e a aderência aos princípios contábeis, no exercício de 2016.

Em 21 anos de história, o Troféu Transparência premiou diversas empresas nos setores de Serviços, Indústria e Comércio, que se destacaram pela qualidade na apresentação de suas informações contábeis. O evento oficial da entrega da premiação ocorrerá dia 17 de outubro, em São Paulo.

Confira abaixo as vencedoras do Troféu Transparência de 2017:

Companhias com receita líquida acima de R$ 5 bilhões

B2W – Companhia Digital • Cemig • Energisa • Furnas • Klabin • M. Dias Branco • Petrobras • SABESP • Telefônica Brasil • Vale

Companhias com receita líquida até R$ 5 bilhões

AES Tietê • Algar Telecom • BM&FBovespa • CESP • Duratex • Engie Brasil • Fleury • Grendene • Guararapes Confecções • J. Macedo • JSL • Localiza Rent a Car • Mahle • Rio Paranapanema • SLC Agrícola

empresas

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: