Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify

6 boas práticas de gerenciamento de recursos na nuvem

Algar Telecom | 21 de janeiro de 2019

Você está em busca de dicas para fazer o gerenciamento de recursos na nuvem na sua empresa? Embora as transformações dos ambientes de TI das organizações tragam diversos benefícios para o crescimento dos negócios, elas têm gerado alguns desafios.

Um deles está ligado à gestão desses novos ambientes. Pensando nisso, este post traz dicas de boas práticas para ajudar a sua empresa a lidar com eles. Veja abaixo!

Confira 6 dicas de gerenciamento de recursos na nuvem

1. Busque otimizar o seu ambiente de nuvem

Assim como as instalações próprias demandam monitoramento e constantes processos de otimização, o mesmo acontece com a nuvem. Algumas ferramentas disponíveis hoje permitem que os bancos de dados sejam otimizados e passem por complexas análises de recursos. Isso tudo com o objetivo de acelerar as operações e diminuir os custos. Portanto, a melhoria de desempenho depende de um gerenciamento de recursos na nuvem bem-sucedido.

2. Esteja à frente da segurança

Quem trabalha com segurança de dados sabe que a criptografia é apenas um dos elementos usados para proteger as informações de uma empresa. Afinal de contas, outros fatores precisam ser considerados, como de que maneira os dados são protegidos ao serem armazenados, o algoritmo da criptografia, as chaves usadas, entre outros. Lembre-se também da necessidade de monitorar o acesso ao banco de dados e preparar-se para lidar com violações de segurança.

3. Faça uma cópia dos seus dados

Embora o armazenamento de dados na nuvem seja bem mais seguro do que os servidores locais, ter um cuidado extra com as informações cruciais da empresa nunca é demais. Por isso, faça o gerenciamento de recursos na nuvem e, ao mesmo tempo, garanta os requisitos necessários para não perder seus dados em caso de falhas no fornecedor. Uma boa dica é ter uma cópia em uma localização diferente, pois, se algo acontecer, você consegue recuperá-los.

4. Crie um plano de contingência

Seguindo uma lógica parecida com a da dica anterior, garanta que a política de segurança da organização inclua medidas adequadas para assegurar a continuidade dos serviços, de acordo com as necessidades da sua empresa. Ainda, tenha um plano de contingência bem organizado para evitar impactos no seu negócio. Mas fique sabendo que, nesse caso, o modo de criar contingência é diferente, já que, mais do que ter as aplicações e informações disponíveis, é preciso garantir um link de comunicação entre a sua empresa e o fornecedor.

5. Tenha uma boa relação com o provedor de serviços

O sucesso no gerenciamento de recursos na nuvem está relacionado a uma relação de confiança com o seu fornecedor. Quando há uma parceria e alinhamento entre o provedor e a empresa, os resultados, sem dúvidas, acabam sendo melhores. Ainda que você esteja contratando um serviço – ou seja, pagando para alguém ser responsável por determinadas operações –, acompanhar de perto é fundamental para entender o desempenho do banco de dados e como as cargas de trabalho operam na nuvem.

6. Acompanhe as mudanças da área de TI

Você acompanha as principais tendências no universo de TI? Saiba que isso é importante para um bom gerenciamento de recursos na nuvem. Isso porque atualizações de softwares, aplicações e novos serviços são lançados cada vez mais rápido. E é preciso estar por dentro das novidades. Só assim a empresa consegue avaliar em que mudanças deve apostar e qual o melhor momento para isso.

Se a sua empresa ainda não migrou os dados para a nuvem, não deixe de conferir o post sobre os erros mais comuns que podem acontecer durante esse processo e descubra como evitá-los.

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: