Consultor Especializado mais perto da sua empresa> Sou de Média e Grande Empresa Sou de Micro e Pequena Empresa

Para melhorar sua experiência, selecione um perfil de conteúdo:

27/dez
Algar Telecom
4 erros comuns das empresas ao migrar os dados para a nuvem

Migrar dados de toda uma empresa pode representar uma grande mudança de estrutura. E migrar para a nuvem pode representar um enorme desafio para qualquer uma, apesar de ter uma série de vantagens que essa alteração vai trazer para toda a operação.

Entre as vantagens, estão os custos menores na parte operacional com o capital para data centers, além do melhor desempenho dos sistemas e aplicações e melhor adaptação às mudanças. Mas, essas são apenas algumas dessas vantagens.

É por isso que grande parte das empresas já estão utilizando recursos de computação em nuvem e esse número só aumenta a cada ano.

Mas, para ajudar você a migrar para a nuvem, preparamos um conteúdo com os 4 erros mais comuns que as equipes acabam cometendo na hora de colocar isso em prática.

4 erros mais comuns ao migrar para a nuvem os dados da empresa

Vamos conferir os detalhes, agora, de como acontecem esses 4 erros comuns na hora de migrar para a nuvem. Evitá-los, antes que aconteçam, será determinante para medir seu nível de sucesso logo depois da implementação dessa mudança.

1. Não procurar informações a fundo sobre o fornecedor

Para começar nossa lista de erros, que podem acontecer ao migrar sua empresa para a nuvem, é importante destacar a importância de conhecer cada instalação ou provedor de nuvem, já que cada um traz seu conjunto exclusivo de pontos fortes e fracos.

Uma solução de nuvem privada pode oferecer maior flexibilidade, mas menos escalabilidade, por exemplo. E se você já investiu em um determinado fornecedor, terá uma sequência de migração mais fácil ao adotar a oferta de nuvem pública do mesmo fornecedor.

Isso tudo só mostra que procurar todas as informações de forma antecipada faz toda a diferença no final das contas.

2. Não dimensionar os recursos

É fácil esquecer que os recursos da nuvem virtual são fornecidos por servidores físicos que estão em execução em um data center real.

Ao implantar aplicativos sensíveis à latência, ou seja, que podem sofrer com atrasos entre o envio de dados do emissor até o destinatário, acontece um erro comum que é esquecer que a distância e a geografia ainda são importantes e devem ser consideradas.

Aplicações que movem muitos dados ou gerenciam interfaces de usuário terão melhor desempenho, se o provedor de nuvem tiver centros de dados em zonas próximas às suas instalações.

Quando as empresas percebem que já cometeram um erro grave durante esse processo de migrar para a nuvem, talvez, não notem, de imediato, que o momento de dimensionar os recursos não foi suficiente. Por isso, é importante ter sempre essa hipótese em mente para migrar para a nuvem com eficiência.

3. Não ter atenção à segurança dos dados

Ao mover aplicações para a nuvem, os líderes de TI devem decidir como manter o acesso às fontes de dados necessárias. Se eles optarem por uma arquitetura híbrida, com os dados na nuvem e cópias deles no local, é fácil cometer erros ao configurar conexões de rede, políticas de segurança e configurações de replicação.

Nesse ponto, seu contrato de serviço com um provedor de nuvem deve definir claramente os serviços de segurança que ele deve fornecer.

Uma empresa precisa de ter o aval de especialistas no seu time de tecnologia para garantir que sua plataforma em nuvem oferece capacidade computacional suficiente também no quesito segurança.

4. Não contar com uma boa consultoria

Além de todos esses erros, pode ser muito mais difícil descobrir sozinho como aproveitar o poder de processamento sob demanda da nuvem e maximizar os resultados com os dados armazenados em ambiente externo se contar com uma consultoria especializada na área.

As organizações, geralmente, não entendem completamente as funções de uma tecnologia ou provedor em nuvem, antes de adotá-la. É importante estudar cuidadosamente sua infraestrutura de TI, necessidades e uso para determinar melhor qual serviço de nuvem é ideal para você.

Nesse caso, você vai cometer um erro grave caso não procure uma consultora que conheça as principais soluções de cloud disponíveis e que tenha sempre o entendimento das necessidades reais de cada cliente, para oferecer sempre soluções customizadas.

Bom, agora que você já conhece quais são esses erros mais comuns ao migrar para a nuvem, aproveite para conferir o Guia Prático da migração a para Nuvem, um e-book completo com 8 passos que você precisa seguir para que tudo seja feito da maneira correta e para que consiga aproveitar o máximo das suas vantagens.

Deixe seu comentário