TI Algar Telecom | 13 de maio de 2021

Antes de migrar para nuvem, certifique-se de seguir essas dicas

Tempo de leitura: 5 minutos

Hoje, toda empresa que deseja utilizar a tecnologia como componente estratégico para melhorar seus processos e resultados, inevitavelmente, precisará migrar para nuvem.

De fato, essa é a estratégia mais econômica e eficaz para alcançar a flexibilidade, disponibilidade, escalabilidade e segurança que as empresas precisam para se tornarem competitivas no mercado atual.

Devido a isso, o Gartner prevê que, até 2023, 40% ou todas as cargas de trabalho corporativas serão implantadas em infraestruturas e serviços de plataforma em nuvem.

Portanto, para não ficar para trás, as empresas precisam iniciar suas jornadas de migração o quanto antes.

Porém, esse processo deve ser conduzido de forma bem planejada, a fim de determinar o que, como, quando e para onde migrar.

A seguir, você conhecerá as principais dicas que devem ser seguidas antes de sua empresa começar a migrar para nuvem. Assim, você poderá evitar erros e conseguirá obter o máximo de benefícios dessa tecnologia. Confira!

Determine por que sua empresa precisa migrar para nuvem

Esta é a primeira pergunta a ser respondida, já que você não quer fazer essa mudança apenas porque todos estão fazendo.

Você precisa ter uma visão geral de sua empresa para determinar quais áreas podem se beneficiar com a migração.

As razões para migrar para nuvem variam de empresa para empresa. Você pode, por exemplo, sentir que o desempenho de certas aplicações e sua interoperabilidade com outros sistemas podem ser aprimorados com sua mudança para a nuvem.

Ou talvez você perceba que a migração do seu banco de dados e ERP para a nuvem é essencial para colocar em prática uma estratégia eficaz de trabalho remoto.

O que você precisa determinar é quais benefícios da nuvem se encaixam no contexto da sua empresa. Em seguida, analisar as possibilidades e os custos para concretizar a migração.

<< Clique aqui e conheça 4 erros comuns das empresas ao migrar para a nuvem e saiba como evitá-los! >>

Defina o que será migrado

Migrar para nuvem pode trazer benefícios para uma série de processos e aplicações. No entanto, isso não significa que sua empresa precisa mover 100% da operação.

É preciso, antes disso, analisar o retorno do investimento (ROI) de cada componente a ser migrado, para, assim, determinar se vale ou não a pena.

Defina os padrões de segurança de dados

Agora que a Lei Geral de Proteção de Dados entrou em vigor, as empresas precisam estar cientes que elas devem zelar pela segurança e confidencialidade dos dados pessoais de clientes ou de terceiros que estiverem em seu poder.

A qualquer momento, você precisa saber onde está e ter certeza de que é seguro. É por isso que sua empresa precisa estar sempre ciente da localização dos dados e das leis que os regem.

Para garantir que seus dados sejam controlados adequadamente, primeiro você precisa alinhar os requisitos de governança e proteção dos aplicativos com as disposições de segurança de suas plataformas de nuvem em potencial.

Isso ocorre porque você precisa ter certeza de que seus aplicativos e dados serão protegidos com segurança, mas totalmente acessíveis e auditáveis.

Escolha a arquitetura de nuvem ideal para a sua empresa

Antes de migrar para nuvem, responda a esta pergunta: sua empresa quer escolher um único provedor de nuvem e migrar seu aplicativo para que seja executado de forma otimizada para aquele ambiente único ou deseja que seu aplicativo seja executado em vários provedores de nuvem?

Otimizar seu aplicativo para trabalhar com um provedor de nuvem específico é relativamente simples.

Suas equipes de desenvolvimento têm apenas um conjunto de APIs de nuvem para aprender, e seu aplicativo pode aproveitar tudo o que o provedor de nuvem escolhido oferece.

A desvantagem dessa abordagem é o bloqueio do fornecedor. Depois de atualizar seu aplicativo para funcionar apenas com determinado provedor, mover seu aplicativo para uma plataforma concorrente pode exigir tanto esforço quanto a migração original para a nuvem.

Além disso, ter um único provedor de nuvem pode impactar negativamente sua capacidade de negociar termos importantes – como preços e SLAs – com o provedor de nuvem.

Defina de que forma a cultura de trabalho da sua empresa mudará

Migrar para nuvem não é apenas uma estratégia de negócios ou tecnologia, mas é uma mudança organizacional massiva em si mesma.

Como tal, exige uma mudança de perspectiva, com aprendizado de novas habilidades e esquecimento de algumas antigas. 

Frequentemente, isso modifica a cultura organizacional inteiramente e cria um novo modelo de colaboração no local de trabalho.

A migração para a nuvem é uma grande mudança de negócio e as partes interessadas devem receber uma explicação de por que isso é feito e como mudará a organização.

É, portanto, útil conduzir apresentações e sessões de treinamento para que a equipe acelere os novos procedimentos de armazenamento e compartilhamento de informações.

Migrar para nuvem de forma bem-sucedida significa trazer seu pessoal com você também, não apenas seus dados e aplicativos.

Encontre o provedor de nuvem certo

Migrar para nuvem, certamente, traz muitas vantagens para as empresas. No entanto, para alcançá-los é fundamental adotar a estratégia certa e isso inclui, dentre outras coisas, a escolha do provedor certo.

E, para escolher o provedor ideal, é importante que você se atente a algumas características-chave, como:

  • Liderança de mercado
  • Competência técnica
  • Satisfação do cliente
  • Experiência
  • Reputação

Depois de se concentrar em uma lista de fornecedores de nuvem, você precisa se aprofundar para examinar seus recursos específicos. Aqui está o que você deve ter em mente:

  • Suas soluções para gerenciamento de atualizações e patches
  • O número de clientes que já usam seus serviços
  • Abordagem para segurança de dados
  • Qualidade da equipe de engenharia
  • Qualidade de data centers
  • Suporte ao cliente

Conclusão

Embora migrar para nuvem faça sentido para as empresas, você precisa saber exatamente como essa mudança se ajusta ao seu modelo de negócios e às suas necessidades atuais e futuras.

De fato, a nuvem representa uma grande oportunidade de melhoria de processos, redução de custos e facilita a incorporação de novas soluções e tecnologias.

Contudo, para alcançar esses objetivos, a migração precisa ser bem planejada e, essencialmente, conduzida por uma equipe especializada em computação em nuvem, que seja capaz de garantir agilidade, eficácia e segurança ao processo.

Além disso, depois de migrar para nuvem, você precisará adequar seus processos para que eles sejam compatíveis com a sua nova infraestrutura de TI.

Para isso, é fundamental que sua empresa saiba como a nuvem funciona e como ela pode ajudar a otimizar processos, reduzir custos, agregar mais segurança, etc.

Tudo isso você pode encontrar em maiores detalhes no nosso e-book intitulado “Como Usar a Nuvem a Favor da Sua Empresa”. Clique na imagem e baixe gratuitamente!

 

Deixe seu comentário