Receba conteúdo diretamente no Messenger Podcasts exclusivos, direto no Spotify
Tempo de leitura: 5 minutos

Ataques SQL Injection e DDoS: como proteger os dados da sua empresa

Algar Telecom | 13 de fevereiro de 2019

Ataques SQL Injection e DDoS ocorrem de maneira tão simples que se tornam difíceis de serem identificados. Porém, os danos causados para a empresa podem ser graves e até irreparáveis.

Por isso, conhecer os riscos e identificar situações que podem prejudicar a empresa são processos essenciais para quem está à frente de um negócio. Com conhecimento, é possível montar uma equipe competente, investir em soluções e contratar fornecedores que ofereçam maior segurança para o negócio.

Os sinais de ataques SQL Injection e DDoS podem ser identificados e impedidos. Veja como proteger sua empresa de crimes virtuais!

O que são os ataques SQL Injection e DDoS?

SQL Injection

Esse tipo de ataque é feito por meio da manipulação do código SQL (Structured Query Language ou, em português, Linguagem de Consulta Estruturada). O código SQL é uma linguagem utilizada para viabilizar a troca de informações entre bancos de dados e aplicativos. Essa linguagem é um modelo padrão usado no mundo todo.

Um ataque SQL Injection acontece quando o hacker injeta comandos maliciosos (SQL queries) no banco de dados por meio de formulários ou URLs de aplicações vulneráveis, com o objetivo de extrair informações.

Isso é possível quando filtros são vulneráveis e permitem diversas interpretações, dando abertura para que códigos SQL maliciosos sejam injetados.

Além disso, a aplicação criada aceita as informações que são inseridas por qualquer usuário capaz de criar um código, o que normalmente acontece quando há concessão de privilégios de acesso.

DDoS (Negação de Serviço)

Distributed Denial of Service (DDoS), algo como Negação Distribuída de Serviço, em português, ou simplesmente Negação de Serviço, é um conjunto de ataques DoS, feitos de diversos locais, que atingem um servidor deixando toda a operação fora do ar.

O ataque DDoS sobrecarrega o servidor ou o computador, esgotando sua memória, o processamento e outros recursos. Com isso, não é possível acessá-lo. Uma página da internet, por exemplo, que está lenta, não carrega e apresenta erros pode estar apenas com problemas técnicos ou ter sofrido um ataque DDoS.

Para que um ataque DDoS aconteça, é necessário que diversos computadores enviem requisições ao servidor. Em alguns casos, máquinas domésticas são usadas sem que seus donos saibam. Os hackers infectam diversos computadores para que possam ter acesso e comandar seus sistemas.

Dessa forma, o ataque é feito de vários locais, ficando praticamente impossível de ser controlado. Os servidores ficam sobrecarregados e não são capazes de aguentar o volume de requisições.

Como evitar ataques SQL e DDoS?

Os ataques SQL Injection e DDoS, assim como outros tipos de ataques, acontecem em sistemas que estão vulneráveis. É possível evitá-los por meio de práticas que potencializem a segurança dos servidores. Veja como evitar os ataques SQL Injection e DDoS.

Use a validação de dados digitados pelo usuário

A digitação de dados é um dos principais caminhos usados em ataques SQL. Por isso, faça sempre a validação das informações inseridas, rejeite os dados inválidos e aceite apenas os válidos. Crie uma codificação informando quais dados são considerados como inválidos.

Crie usuários definidos e adequados

Não permita que a conexão com servidor SQL seja feita com usuários genéricos. Proprietários de banco ou administradores devem ter usuários específicos e acessos exclusivos.

Não retorne mensagens do servidor para os usuários

As mensagens podem conter informações importantes sobre o servidor da empresa. Por isso, não devem ser retornadas aos usuários.

Use logs de segurança em seu servidor

Os logs de segurança reportam tentativas de comandos indevidos. Verifique-os periodicamente para garantir que as informações estão sendo capturadas.

Aumente a largura de banda

Um ataque DDoS pode enviar um volume de dados de 80 Gbps por tráfego. Poucas empresas contam com largura de banda suficiente para suportar esse volume de requisições. Ter uma largura maior permitirá que seu servidor as suporte até que uma atitude seja tomada para barrar o ataque, sem impactar seus clientes.

Instale dispositivos de mitigação DDoS

Apenas dispositivos especializados são capazes de mitigar ataques DDoS. Por isso, combine o uso de firewalls, sistemas de prevenção e dispositivos de segurança DDoS. Dessa forma, sua empresa terá mais uma camada de defesa para bloquear qualquer atividade desconhecida em tempo real.

Aproveite para configurar as soluções locais para que possam filtrar o tráfego em nuvem e comunicar os provedores para habilitarem os sistemas de roteamento automatizado caso um ataque aconteça.

Configure seu firewall para suportar grandes volumes de conexões

Assim como é importante aumentar a largura de banda, o firewall deve suportar um grande volume de conexões. Além disso, utilize recursos que ativem proteções para bloquear os pacotes DDoS e melhorem o desempenho do firewall durante o ataque.

Proteger a empresa de ataques SQL Injection e DDoS, assim como de outros tipos, é um processo constante. Por isso, saiba como usar a conscientização e o treinamento como aliados desse processo!

Posts relacionados:

Para melhorar sua experiência,
selecione um perfil de conteúdo: